Investimento de pobre e investimento de rico! Como você investe?

16 de julho | 2018

Estou sentindo que você quer economizar o seu plano de dados e por isso você vai ouvir as dicas ao invés de ver. É uma pessoa rica de nascença! Então por isso você tem todo o direito de ouvir o Podcast até o fim, como se não tivesse né, a gente deixa você ouvir até o fim. Ouve até o fim. Você vai ouvir até o fim? Então vai!

Presta atenção nesta frase de efeito que eu acabei de criar: “A pobreza da mente não está naquilo que você ganha ou deixa de ganhar, mas sim no que você faz com o seu dinheiro”. A pessoa pode ganhar pouco agora, mas já ser rica na cabeça. E a pessoa também pode ganhar muito, mas ser pobre de cabeça, ser fraca de cabeça e não saber aproveitar aquele dinheiro que ela está ganhando.

Quando a gente joga uma semente num solo pobre, essa semente vai conseguir germinar? Não não vai! Então dinheiro, na cabeça de um investidor pobre, também não vai multiplicar.

Para cada um desses hábitos, tem o jeito pobre de pensar e o jeito rico de pensar. Então você vai anotar P, se tiver o modo pobre e R, se tiver o modo rico.

E para tornar ainda mais emocionante, faremos uma disputa interna.

(Murilo)

– Olá, mepoupeiros!

(Nath)

– Murilo! Que que cê faz aqui mesmo, Murilo? E Jobs, o louro José!

Você acha que tem o P ou o R?

(Jobs)

– O R, lógico!

(Nath)

– Tá mais no R?

(Jobs)

– Muito R na minha vida!

(Nath)

– Vamos descobrir daqui a pouco!

1 – Mentalidade com os investimentos

O investidor pobre, o que que ele pensa, ele acha que investimento é coisa para rico, ou seja, que não é para ele. E no momento em que a pessoa se colocou fora do círculo da riqueza, ela já colocou que ela é da pobreza. Se ela falou “isso é pra rico, e eu não sou rico”, logo se você não é rico, você é pobre. Você se identificou com esse pensamento? Então sinto muito: tem cabeça de pobre.

O que que o investidor com cabeça de rico faz? Ele fala “bom, eu tenho esse dinheiro e eu quero ter vários dinheiros”, mas ele não vê isso como algo inalcançável, ele fala “pô, eu posso fazer parte disso tudo. Falta um caminho? Falta. Mas eu vou começar com o pouco que eu tenho”. Então, o investidor com a cabeça rica, mesmo tendo pouco dinheiro hoje, ele sabe que toda fortuna começou a partir de R$ 1 real.

2 – Resultados

Investidor pobre = quer resultados imediatos e gigantescos.

O que que o investidor rico quer? Ele também quer resultados imediatos, mas não necessariamente resultados gigantes porque o investidor com a cabeça do investidor rico, ele sabe que para ter resultados gigantes, ele precisa de tempo, disciplina e de pequenos resultados no curto prazo, para ter grandes resultados no longo prazo.

3- Negativo x Positivo

Investidor pobre = sempre enxerga o copo vazio.

“Ai, a renda fixa está uma merda”, “Nossa, a Selic caiu muito”, “Ai, meu deus. Mas essa Bolsa de Valores….”

O investidor rico, como que pensa?

“Poxa, eu sei que a inflação caiu, logo a renda fixa não tá tão ruim quanto parece, como todo mundo acha”, “A Bolsa de Valores tem mais riscos? Tem. Mas se eu estudar, eu vou poder ganhar mais dinheiro com a Bolsa de Valores.”

Então se você sempre enxerga o lado ruim, né, dos investimentos, da economia e tudo mais, do desempenho e la la la = cabeça de pobre. Se você sempre enxerga, mesmo nos momentos mais difíceis, as oportunidades = cabeça de rico.

4- Modo de lidar com o desconhecido

Ai, meu deus. Isso daqui me dá nos nervos, que quando eu vejo, tenho vontade de chacoalhar a cabeça da pessoa e dar um tapa na cara dela.

O investidor pobre, o que que faz? Por medo do desconhecido – “não sei o que é Tesouro Direto”, “não sei o que é um CDB” – ele nem começa, porque ele acha que é difícil, não é pra ele, é só para quem é rico. E aí, por medo do desconhecido, ele continuar parado no lugar e nunca começa a ganhar mais dinheiro.

O que que o investidor rico faz quando ele se vê diante de uma barreira, de algo que ele não sabe? Ele aprende, estuda, coloca um pouquinho de dinheiro para testar se aquilo funciona, erra, com aquele erro que ele fez com pouquinho de dinheiro  ele aprende e aí, depois sim ele vai coloca uma grana um pouquinho maior e com essa grana um pouquinho maior, começa a fazer mais dinheiro e quando ele vai ver, ele está sabendo cada vez mais e fazendo o dinheiro trabalhar cada vez mais por ele com ganhos cada vez melhores.

5- Consultoria

Isso pode doer, então se prepara, tá?! Não é nada pessoal, é só uma constatação.

Investidor pobre = ele assiste um vídeo deste canal ai a cabeça fica cheia de coisas e o que que ele faz? Manda um e-mail sem assistir nenhum outro vídeo, esperando que eu dê uma resposta pronta. O investidor com a cabeça de rico estuda, aprende, domina aquilo que ele quer saber e, caso ele perceba que precisa de ajuda, ele paga por uma consultoria especializada. Porque ele sabe que aquele dinheiro vai ser um investimento para turbinar o investimento dele.

Porque a pessoa pode pensar, né? Se eu faço consultoria? Não e nunca vou fazer!

6- Inércia financeira

Investidor pobre = ele cria uma narrativa para justificar a inércia. – Olha, falei bonito agora, hein?

Quando você entra na inércia financeira, tipo você entra numa ondinha assim o, e você nunca mais sai dela. E o que a pessoa com o pensamento pobre fala para ela mesma para justificar a inércia: “ah, mas é porque eu ouvi alguma vez, um dia na minha vida que podiam confiscar o tesouro direto”, “mas a minha mãe me falou que podem pegar todo meu dinheiro”, “mas esse negócio nem dá tanto dinheiro assim e tudo mais”.

O que a pessoa com a cabeça da investidora rica faz? Quando ela ouve um boato, ela faz algo que é muito difícil chamado “googlar”. Tipo “risco do tesouro quebrar”.

Aí, ela encontra uma série de artigos que explicam porque que o risco é tipo 0 e porque que não faz sentido continuar com seu dinheiro aplicado em poupança, comprando títulos de capitalização e tudo mais. Então a pessoa com a cabeça do investidor e da investidora rica procura argumentos, ela busca saber cada vez mais.

7- Investir ou guardar dinheiro?

O investidor pobre, ele não investe. Ele guarda dinheiro. – “Tô guardando dinheiro não sei onde…” – Gente, quem é investidor não guarda dinheiro, investe. Porque guardar é tipo “Ah, vou guardar essa caneca aqui ô!”.

O investidor rico investe para ganhar dinheiro, ainda que ele tenha que delegar essa tarefa para outra pessoa.

8- Juros Composto

Investidor pobre =  Não entende o conceito do meu filho – Juro Composto, meu filho!

O investidor pobre não entende o conceito dos juros compostos, ele não entende o conceito de dividendos e está pouco se lixando para isso, porque ele não vê o por que estudar, já que ele nunca vai fazer parte do mundo dos ricos.

O investidor rico, por sua vez, ele sabe que o tempo é o maior aliado que ele tem para multiplicar o dinheiro dele, sem ter que fazer muito esforço. Porque ele sabe que quanto antes ele começar a investir o dinheiro, mesmo que seja pouco dinheiro agora, ao longo do tempo, aquele dinheiro vai começar a trabalhar cada vez mais sozinho e ele vai ter que trabalhar cada vez menos.

CALMA! Eu sei que está doendo, mas falta só um! Então vamos para o último e derradeiro.

9- Saber o que é investimento

Nessa hora, eu sei que metade das pessoas vai embora e vai ficar revoltada com a Nath. Mas, gente, quanto mais revoltado você ficar, mais tempo vai demorar para você vir para o mundo do ricos.

O que que o pobre entende como investimento? Carro, casa e casa na praia e, às vezes, um terreninho para investir. E por que que isso é investimento de pobre? Porque não é investimento. Tudo aquilo que você usa para você mesmo, ou seja, se você tem a casa onde você mora, não é um investimento. É a diferença entre ativo e passivo. Toda vez que você está morando lá dentro, você está pagando condomínio, água, financiamento. Você que está pagando para a casa e não a casa está pagando para você. Enquanto aquele dinheiro não estiver trabalhando para ele, não vai ser um investimento, é só mais um gasto.

Já a cabeça do investidor rico, entende tudo aquilo que ele está colocando o dinheiro dele como uma possibilidade de gerar mais valor e mais receita. Vou ser mais específica: na cabeça do investidor rico, todo dinheiro que sair do bolso dele, vai ter que voltar de alguma forma, e de preferência, no curto, médio e também, no longo prazo.

Comenta aqui embaixo, quantos Ps você teve e quantos Rs vocês teve?

(Nath)

– Murilo, quantos Ps e quantos Rs?

(Murilo)

– 4 Ps e 5 Rs.

(Nath)

– Aeeee! Na média, tá mais cabeça de rico do que de pobre. Jobs?

(Jobs)

– Sério, foi só 1 P.

(Nath)

– Jobs, 8 Rs e 1 Ps. Temos um ricaço aqui nesse canal!

Se você chegou até o final deste Podcast, parabéns! Saiba que 70% das pessoas desistem no meio do caminho, e é por isso que poucas pessoas conseguem enriquecer. Então se você chegou até aqui, pegue todas essas dicas e comece a aplicar, as dicas e o seu dinheiro. Beijo e até o próximo!

Confira o Podcast

Você também pode gostar

ESPECIAL 30 anos e sem dinheiro: dá para enriquecer?

Entenda a diferença entre CDB e CDI

ESPECIAL 30 anos e sem dinheiro: onde investir?

Comentários

Seja o primeiro a deixar seu comentário