Com ou sem gelo?

17 de julho | 2013

Coisas banais do da a dia podem tomar proporções inimagináveis quando não damos a elas o verdadeiro valor que merecem.
Um copo de bebida com gelo, por exemplo; inofensivo, refrescante, tentador… Você já parou pra pensar quanto deixou de beber dos líquidos que mais aprecia por causa das pedrinhas de água congelada?

Por Nathalia Arcuri

Imagine a situação: Você chega no MC Donalds e pede pelo numero 4, Cheddar McMelt, 700 calorias de puro prazer… acompanhado de batata frita e refrigerante. Suponhamos que o refrigerante de 300 ml custa R$4,00. A atendente nem pergunta, já vai logo empurrando uma bela quantidade de gelo pra dentro do copo. Bondade dela? Ela percebeu que estou sedenta? Como ela adivinhou que eu adoro refrigerante gelado?
Tolinha… não se iluda. A moça do outro lado do balcão sabe tão bem quanto o Obama que você gosta de gelo, e nem se deu ao trabalho de espioná-la para saber isso.
Acontece que segundo leis da física, dois corpos não ocupam o mesmo espaço ao mesmo tempo, logo, quanto mais gelo ela colocar no seu copo, menos refrigerante você vai tomar. Não que isso seja ruim,  tomar refrigerante é um péssimo hábito, mas é justo que você beba o que pagou. O gelo pode ocupar até 20% do copo, dependendo da mão de quem serve. No caso do refrigerante de R$4,00 são R$0,80 perdidos para o Mc Donalds ou seja lá quem for. Por isso, antes de tomar refrigerante, seja ele com  ou sem gelo pense bem: quero mesmo enriquecer um pouco mais o dono deste negócio e deixar anda mais frágil o meu pobre bolso? A escolha é sua!

Nathalia Arcuri – Me Poupe

photo-nathalia

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nathalia Arcuri 13 de September | 2014

Uau, Anônimo! Que cozinha limpa você deve ter! Nunca fiz nenhuma tentativa do tipo... rs Abraço!

Anônimo 13 de September | 2014

É a pura verdade! Aprendi isso nos EUA há mais de 33 anos. Observei num mc donald da vida que a vendedora colocava crash ice quase até a boca do copo e completava com coca-cola. Apesar de nao tomar esse refrigerante - por pura conviccao política :) - resolvi fazer um teste, pedi o refrigerante, mas "without ice". A jovem me olhou como se estivesse vendo alma doutro mundo. Mas, como lá o cliente é rei, ela, de cara meio azeda (devia estar pensando no prejuízo do dia) me serviu como eu pedi. E o refrigerante, mesmo sem crash ice, estava mais do que gelado, chegando a doer nos dentes, ainda me lembro como se fosse ontem. Acho que foi a última coca-cola da minha vida. Só uso esse refrigerante para limpar a pia da cozinha. É melhor que soda cáustica!!!