Renove agora: descubra quanto custa reformar uma casa

25 de setembro | 2018

Descubra quanto custaria para reformar a sua casa e o que levar em conta na hora de comprar os materiais e contratar a mão-de-obra

Por Viva Decora

Algumas fases da vida são marcadas por boas mudanças. Uma delas é a construção ou a reforma de uma casa. Esse é, talvez, um dos maiores desejos dos brasileiros. Poder fazer a manutenção de um imóvel ou a renovação de um espaço é mesmo bem animador, só que também assusta muita gente.

E por quê? Porque a gente sabe que uma reforma pode dar muitos problemas, que é difícil pesquisar todos os materiais e mão-de-obra necessários para a obra e que é ainda mais difícil fazer tudo caber no orçamento.

Você mesmo saberia responder, agora, quanto custa reformar uma propriedade? Bem, é claro que a resposta para esta pergunta pode variar.

Afinal, o que você quer fazer? Trocar um telhado? Um revestimento? Uma janela ou porta? Quem sabe a alteração de pontos hidráulicos e elétricos? Retirar uma parede? Ou mudar toda a arquitetura de uma fachada? É muita coisa envolvida nisso.

 

Revista Viva Decora

 

Portanto, no momento de mexer em alguma coisa da casa, é normal surgirem certas dúvidas. A principal delas é quanto aos gastos.

Para resolver as dúvidas, o ideal é contratar um profissional especializado. É ele que acompanha o serviço desde o planejamento até a execução da obra. É o arquiteto ou o engenheiro civil que pode montar um orçamento mais preciso.

Neste momento, para você ter uma ideia geral a respeito de números, vamos expor alguns dados sobre a realidade do mercado. Acompanhe o texto e acerte os seus planos!

 

O que considerar na hora de construir ou reformar

A falta de planejamento é a maior causa de todos os problemas surgidos durante uma obra. Mas, o ato de planejar vai muito além de ter todos os desenhos do projeto em mãos. É preciso conhecer o orçamento e também conhecer os preços de mercado.

Há tanta coisa para prever. Têm as taxas, a mão-de-obra, os equipamentos, as contenções e mais. Quanto tudo isso custaria?

Claro que a vantagem de ter pronto o detalhamento de tudo é poder visualizar os impactos e traçar um orçamento. Mas, resumidamente, a principal estratégia é listar e somar os itens, e estabelecer uma verba adicional para cobrir quaisquer imprevistos.

O ponto crucial é assegurar que o conforto esteja sempre no topo da lista de prioridades da reforma de qualquer ambiente.

Não se empolgue demais com as compras! Primeiro, adquira somente o que for indispensável, como as louças e os metais do banheiro, por exemplo.

Para isso, busque entender antes as etapas de execução. Onde você vai guardar os materiais? Como você vai descartar os resíduos? Saiba que isso também deve interferir no custo da obra.

 

Claudia Rejene de Araujo Carneir

 

Juliana Lahoz

 

Percebeu como pode ser complexa a realização de uma reforma? Por isso, busque contratar um profissional especializado. Mas inclua os custos desses profissionais ao orçamento, estabeleça um teto no seu orçamento e acompanhe a obra de perto para que ela não saia do controle.

Os profissionais serão responsáveis pela gestão e fiscalização da obra, o que garantirá não só a qualidade dos serviços, mas também a agilidade.

 

 

Bernal Projetos

 

Como iniciar o planejamento de reformas

Comece o planejamento da reforma relacionando tudo o que você deseja mudar na sua casa. Pesquise o estilo de revestimentos, de móveis e outros elementos que você quer colocar nos seus ambientes – sempre avaliando o custo e o benefício.

E decida onde quer iniciar as mudanças e quanto pretende gastar em cada etapa da obra. Assim, registrando tudo em papel, fica muito mais fácil ter uma noção geral das coisas.

O que deixa muita gente de cabelo em pé durante as obras são as alterações que surgem ao longo do processo de execução. Por isso é tão importante reservar um valor para emergências, justamente para cobrir eventuais mudanças no orçamento sem comprometer pontos importantes do projeto.

A visão apurada do especialista tende a identificar antes os possíveis problemas, como infiltrações, por exemplo.

Entenda que orçamentos permitem encontrar a solução mais em conta. Porém, eles não evitam imprevistos!

 

INÁ Arquitetura

 

 

O custo de uma reforma

O custo de uma reforma envolve vários fatores, como a localização da casa, o tamanho dos ambientes, a quantidade de itens que se quer mudar, os tipos de materiais envolvidos, a mão de obra….Por causa desses fatores, os custos podem variar muito.

Alguns desses gastos serão fixos e outros podem mudar – isso dificulta cravar um valor exato para a obra. Mas dá para ter uma estimativa desse valor, se você planejar bem as etapas. Os profissionais indicam que você faça, no mínimo, três levantamentos de preço.

Só tenha em mente que, com a constante variação do mercado, todos esses dados coletados perderão a validade em um prazo de trinta dias. Mas, calma, para agilizar sua pesquisa, você pode recorrer a um aplicativo da internet.

Em seu planejamento, você verá que alguns itens não podem deixar de ser quantificados, pois são cruciais para a execução da reforma. Tem os mais baratos, como a pintura de parede; e os mais caros, como a aplicação de massa corrida e o assentamento de piso porcelanato.

Mas pensa que parou por aí? Quando a obra começa, mais itens vão surgir no seu orçamento.

 

INÁ Arquitetura

 

Fizemos as contas pra você!?

Quando se fala em contratar um profissional habilitado, é óbvio que isso envolve um contrato e, consequentemente, um pagamento. Uma reforma que envolva a retirada de paredes, o reforço estrutural, e a troca de pontos elétricos ou hidráulicos tem de ter o acompanhamento de um arquiteto ou engenheiro civil.

O custo desse profissional equivale de 10% a 20% do valor final da obra.

Para lidar com canos e fiações você vai precisar também de um encanador e de um eletricista. Isso representa mais investimentos. Geralmente, esse tipo de profissional cobra por hora e o valor deverá estar relacionado com a complexidade do serviço – não incluindo o preço dos materiais. E para falarmos de uma reforma completa ainda teríamos que incluir o trabalho de marcenaria, infraestrutura e mais.

 

INÁ Arquitetura

 

Ok, vimos que é difícil precisar os valores de um caso hipotético de reforma. Mas podemos desconsiderar algumas variáveis e fazer uma média. Com base em preços dados por profissionais entre 2017 e 2018, o reparo geral em uma casa custaria por volta de R$ 1.000,00 por metro quadrado.

Veja quanto custaria, em média, a reforma de alguns itens importantes da sua casa, considerando uma casa simples, de dimensões comuns:

– Telhado e a fachada: R$ 300,00 por metro quadrado
– Sala de estar: R$ 1.000,00 por metro quadrado
– Quarto: R$ 1.800,00 por metro quadrado
– Banheiro: R$ 2.300,00 por metro quadrado
– Cozinha: R$ 1.200,00 por metro quadrado

Veja quanto custaria, em média, a execução dos serviços mais comuns na reforma de uma casa:

– Pintura de parede:  R$ 70,00 por metro quadrado
– Instalar papel de parede: R$ 55,00 por metro quadrado
– Molduras de gesso: R$ 45,00 por metro
– Trocar azulejos e pisos: R$ 70,00 por metro quadrado
– Aberturas: R$ 300,00 por unidade
– Encanamentos de água: R$ 33,50 por metro
– Instalações elétricas: R$150,00 por unidade
– Louças e metais: pode chegar a R$ 2.000,00 por metro quadrado

INÁ Arquitetura

 

Ficou assustado com os valores? Realmente, o momento de crise financeira que vivemos faz as pessoas questionarem se vale a pena reformar a casa. Mas a reforma pode ser uma necessidade, por isso é preciso planejar bem cada etapa da obra, pesquisar muito os preços e pechinchar.  

Quer saber mais? A Nath fez um reality da reforma da Casa Me Poupe! Ela mostra como fez para reformar o espaço, como pesquisou e as técnicas para pagar mais barato!

 

 

Estas dicas de valores para reformar sua casa foram elaboradas pela equipe Viva Decora.

 

Viva Decora é um portal de conteúdo voltado à decoração com idéias geniais pra você decorar a sua vida e a sua casa gastando pouco e, assim como o Me Poupe, acredita no valor da educação financeira.

 

 

 

 

Este texto é de responsabilidade do autor do artigo e não reflete necessariamente a opinião do Me Poupe!

 

Você também pode gostar

5 Dicas para escolher móveis e comprar pelo melhor preço

5 Dicas para chegar ao primeiro milhão ganhando pouco (Parte 1)

Como organizar suas finanças sem ter um salário fixo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Natalia 08 de November | 2018

Oi Nathy, estava pensando em adquirir imoveis (terreno ou casa, apto nao sei ainda) que são disponibilizados em leilão. Reformar e vender. Essa é uma forma mais rápida de ter lucro do dinheiro investido?