Como casar com R$ 2 mil? As estratégias de um casal para fazer o casamento dos sonhos

10 de maio | 2019

Dá para fazer o casamento dos sonhos sem gastar muito? Dá sim! A gente conta a história de um casal que conseguiu casar com apenas R$ 2 mil e o que eles fizeram pra economizar sem abrir mão do sonho 

Por Redação

Quanto vale um sonho? Para Diana Morais, de 29 anos, com certeza o seu sonho não precisaria custar entre R$ 30 mil e R$ 400 mil.  Estes foram os valores que ela encontrou ao pesquisar quanto custaria o casamento dos seus sonhos.

Desapontada, ela e o noivo, Michel Alves,  de 34 anos, decidiram levar a sério a brincadeira que um amigo fez: “por que vocês não casam na praça aí da frente?”.  Sim! Eles casaram em uma praça pública e conseguiram criar o casamento que queriam com o máximo de economia possível!

COMO?

A gente te mostra, em imagens, como eles conseguiram economizar em cada detalhe do casamento. Mas se você quiser entender melhor essa história, contamos tudo neste vídeo aqui:

1. Local

Ao decidirem casar em uma praça pública, o casal gastou ZERO REAIS com o local. Mas, ATENÇÃO! Eles tiveram de recorrer á Subprefeitura do local e entender se eles poderiam casar naquela praça e como fazer isso dentro da lei.

Quer fazer o mesmo? Procure as autoridades da sua região.

O coreto da praça antes da decoração para o casamento.

 

O coreto da praça foi o ponto central da decoração. Amigos e família se desdobraram para deixar o coreto antigo e velho com cara de festa!

 

Local: praça pública – custo R$0,00 / Foto: Arquivo Pessoal

 

2. Decoração

Muita gente ajudou o casal a transformar a praça em um local de festa. Eles conseguiram economizar muito por causa disso, mas aqui, pra deixar do jeito que eles queriam, eles precisaram ir atrás de algumas coisas e pagar por outras.

Os caixotes de feira foram emprestados da Ceasa e alguns elementos foram emprestados de amigos. Ao todo, o casal gastou R$ 600 com itens de decoração.

Decoração com caixotes no lugar de móveis/ Foto: Arquivo Pessoal

Casal usa decoração com objetos pessoais/ Foto: Arquivo Pessoal

Folhas secas da própria praça e velas dentro de garrafas usadas feitas pelas amigas da noiva / Foto: Arquivo Pessoal

3. Vestido e roupa do noivo

Neste quesito, a noiva contou com a sorte. Diana trabalhava em uma estação de rádio, com atendimento. Ao receber o CD da filha de uma mulher de Tocantins, que é dona de uma loja de vestido de noivas, ela recebeu pura gratidão em troca. A moça decidiu emprestar, sem custo, um vestido. Esse é o verdadeiro significado da #gratidão.

 

O vestido da noiva foi presente – custo R$0,00 / Foto: Arquivo Pessoal

O noivo também economizou: gastou R$99,00 no paletó encontrado em um brechó / Foto: Arquivo Pessoal

4. Imprevistos

Como em todo casamento, o casal teve um imprevisto. Para atender aos convidados, eles tiveram de contratar banheiro químico e um gerador. A empresa que forneceria o gerador sumiu no dia do casamento. O casal conseguiu outro contato e, no mesmo dia, conseguiram um gerador e pagando mais barato. O custo foi de R$ 800.

O banheiro químico, outra prerrogativa da Subprefeitura, saiu por R$ 600.

 

Gerador para iluminação R$800,00 / Foto: Arquivo Pessoal

5. Tudo sob controle

Para conseguir a ajuda de tanta gente e conseguir economizar, o casal fez algo que poucas pessoas fazem: se expuseram, pediram ajuda e, principalmente, foram criativos! Se você tem um sonho, planeje e encontro novos meios de realizá-lo! O Me Poupe! está aqui para ajudar você a realizá-lo da maneira mais econômica possível!

Foto: Arquivo Pessoal

 

Você também pode gostar

4 Dicas essenciais para fazer metas em família

Como viajar para Miami só com Pontos!

Planejar e poupar: sempre!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário