Como aquecer a casa com economia pra aproveitar o fim do inverno

05 de setembro | 2019

Sua casa precisa ser acolhedora e agradável sempre, até no inverno. A gente sabe, o clima está para esquentar, mas ainda dá tempo de curtir esse frio de um jeito gostoso e econômico!
Por Viva Decora!

O inverno termina em setembro – lembrando que, em algumas regiões, o clima frio pode se estender até novembro. Por isso, ainda tem muito tempo pra você tornar a sua casa mais confortável, e quentinha, sem ter de gastar nada a mais pra isso!

Como fazer para deixar seus ambientes sempre aquecidos gastando pouco? Será que tem jeito para isso? Bem, é claro que sim.

Existem formas tradicionais e mais complexas de sistemas de aquecimento sugeridas por engenheiros que são capazes de aumentar rapidamente a temperatura de toda uma casa.

Porém, elas podem custar caro. Em contrapartida, esses profissionais também são capazes de sugerir ideias mais simples, inclusive envolvendo estratégias de decoração de interiores.

Studio Ecoara

O motivo do frio dentro de casa

O principal motivo para a queda de temperatura dentro de casa vai além do frio que está na rua. A casa fica fria por causa do efeito que a física resume por “balanço de ganhos e perdas de calor”. Assim, quando o termômetro fora de casa marcar temperaturas mais altas, a estratégia é tentar “levar” este calor para dentro de casa.

Mas, quando a situação se inverte, toda perda de calor para o meio externo precisaria ser evitada.

Por onde sua casa está perdendo calor? Bem, por todos os lados! Pelas frestas de portas, janelas e forros. Também pelas chaminés da lareira e churrasqueira. E até mesmo pelas paredes e pisos – se estes não possuírem um bom isolamento.

Para as paredes, os projetistas indicam sua execução pelo sistema “massa-mola-massa”, onde há uma camada composta de material isolante entre duas feitas em material mais denso.

Como manter sua casa quentinha?

Agora, o que você pode fazer sozinho para manter a temperatura de sua casa estável, sem precisar derrubá-la pra construir de novo? Primeiro, tentar vedar os vãos de portas e janelas. Se o frio for intenso, não se intimide em usar até mesmo fitas, panos e plástico-bolha.

Segundo, tentar fazer a troca térmica do frio para o calor nos momentos certos. Durante o dia, abra as persianas e cortinas, permitindo que a luz do sol entre nos ambientes!

Quando começar o pôr do sol, já é hora de fechar as aberturas da casa. Nesse momento, também feche as cortinas. Talvez seja preciso investir em modelos de blackouts mais grossos – principalmente quando não se tem vidros duplos nas janelas.

Isso proporciona uma sensação térmica melhor nos ambientes. Garantido: calor de dia, mas também à noite!

Cortinas fechadas antes do pôr do sol garantem um quarto mais quentinho (cred: INÁ Arquitetura)

Pode-se investir em vários equipamentos diferentes para o aquecimento da casa, como pisos aquecidos em áreas como quarto e sala. Claro, existem ainda as lareiras tradicionais, que precisariam de cano para saída de fumaça.

Mas, essas soluções dão uma trabalheira imensa e podem gerar muitos gastos. Além disso, nem sempre poderão ser colocadas em prática, por causa da questão estrutural.

Aquecedores para o lar

Graças aos avanços tecnológicos, apareceram alternativas mais vantajosas no mercado. Pode-se optar pelos aquecedores móveis. Também têm as lareiras elétricas e em GLP, que eliminam a questão da instalação de dutos e geração de fumaça.

Há também o ar condicionado Split e o termoventilador, que ajudariam não só a aquecer os ambientes, mas também a resfriá-los quando o calor chegar.

MAS, PRESTA ATENÇÃO! Tanto os aquecedores como os aparelhos de ar condicionado gastam muita energia. Se você quer entender como, não perde esse vídeo aqui!

Agora, se você mora em casa, tem espaço e quer algo mais simples, com dupla funcionalidade dentro da decoração do lar, aqui vai outra ideia. Que tal um fogão a lenha ou uma salamandra? Se a decoração de sua casa tem aquela “pegada” mais rústica, essas peças combinariam muito bem.

Ambas precisam de queima de lenha, mas são ainda opções interessante porque, além de aquecer os ambientes, poderiam ser usadas para o cozimento de alimentos.

Para quem tem espaço, lareiras podem resolver  (cred: Susana Requião e MeyerCortez Arquitetura & Design)

O que mudar na decoração de casa para aquecer os ambientes

Você já colocou barreiras onde se podia para impedir que o ar gelado entre na sua casa, mas itens decoração podem ajudar também!

Esta é, certamente, a forma mais barata de preparar o lar para o inverno! Dica número um: comece desencostando sofás e camas das paredes – sobretudo das paredes externas do imóvel! Assim, sua família sentirá menos frio!

Dá para alterar também os itens têxteis da casa. Coloque tapetes nos pontos certos da decoração para criar uma camada de isolamento sobre piso frio e manter os pés de todos mais aquecidos.

Acrescente mantas e almofadas sobre camas, poltronas e sofás para aumentar a sensação de conforto nos ambientes. Use e abuse das peças em lã, camurça e veludo. E cuide também das roupas de cama!

Tapetes, mantas, almofadas  deixam o ambiente quente (cred: Fabiana Damiani Arquitetura e Deu Decor)

Em casos mais extremos, forrar as paredes com papel de parede pode ser uma solução. O material, muito explorado no passado, também como isolante térmico.

Pintar as paredes com cores quentes, como é o caso dos laranjas, também é uma opção para os mais ousados. Itens ornamentais nesses tons também agem positivamente sobre os ambientes.

Retire dos cenários as peças metálicas – elas dão a sensação de frio. E coloque  mais velas e lâmpadas de feixes amarelos, que proporcionam uma gostosa sensação de acolhimento!

Itens com tons amarelos e alaranjados esquentam o ambiente (cred: Adriana Fornazari)

Essas sugestões de como manter a casa aquecida de forma econômica no inverno foram criadas pela equipe Viva Decora.

Você também pode gostar

Descubra como decorar a sua casa para a Primavera gastando pouco

Comprar não é pecado – a mala de viagem II (a missão)

Comprar não é pecado - Mas tem hora que não precisa, né?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário