5 Cuidados que você precisa ter antes de comprar criptomoedas

19 de junho | 2019

Elas ainda são vistas como uma grande oportunidade. Mas será que é isso mesmo? Há coisas além do preço que você precisa entender antes de comprar criptomoedas! A gente explica! 

Por Edson Ichiahara

Ao entrar no mundo das criptomoedas, você não pode ser amador e entrar com a preocupação exclusivamente na cotação do Bitcoin. O preço das criptomoedas é o que menos vai te ajudar a ter uma boa experiência e pode até te atrapalhar.

Veja que para ter uma boa diversificação, você pode começar a colecionar criptomoedas. Mas vamos começar com um passo a passo para que você consiga começar na prática essa nova experiência, com o menor risco possível. MAS ATENÇÃO: as criptomoedas acabam, sim, sendo um investimento de risco – fique atenta e atento!

Passo 1: Tenha sua reserva de emergência

Isso mesmo. Você só está permitido a começar a comprar suas criptomoedas depois que juntar seu dinheiro da reserva de emergência.
O mundo das criptomoedas é muito volátil, ou seja, os preços variam muito em um dia. Se você depender exclusivamente dele, um dia você terá dinheiro para comprar um celular e no outro dia pode ser que não consiga nem comprar um pão na padaria.

Por isso, faça sua reserva de emergência como a Nat te ensina e só depois você poderá comprar suas criptomoedas

Passo 2: Precaução na compra

Saiba de quem está comprando. Parece óbvio, mas isso é importante. Vou te contar um segredo: no final do ano de 2016, eu comprei de uma pessoa que não conhecia pelo Facebook. Estava contente pelo preço estar bem abaixo do mercado e achei que estava bem.

Depois que fiz a transferência de 500 reais, a pessoa sumiu e não me respondia mais. Concluindo: cai no golpe. É por isso que escrevo isso, para que as pessoas não sejam mais enganadas.

Você é livre para comprar de outra pessoa ou em uma corretora que venda criptomoedas. Faça uma pesquisa na internet para ver se há reclamações e leia referências de outros clientes. É igual quando você vai comprar um carro usado. Pesquise bem antes e não caia no preço muito barato.

Passo 3: Deixe suas criptomoedas na sua carteira individual

Depois de comprar suas criptomoedas, a tendência é você deixar na corretora (quando compra em uma) e ficar tranquilo. Mas não deixe lá.

Outra história minha: eu já deixei minhas criptomoedas em uma corretora e adivinhe o que aconteceu?

Um hacker entrou nela e a corretora ficou dois meses fora do ar. Imagine se todo o meu dinheiro tivesse lá? Ainda bem que eu não tinha muito lá e a corretora voltou ao ar.

Em uma carteira individual, você é responsável por ele e com o próximo cuidado que irei te ensinar, suas criptomoedas ficarão mais seguras.

Passo 4: Imprima as senhas e guarde em um cofre como se fosse ouro

Todas as carteiras individuais possuem um número de carteira (geralmente são números e letras) e uma senha composta de 12 palavras.

Sempre que fizer uma carteira, imprima essas duas informações (se tiver outra senha, imprima também) e guarde em um local seguro.

Não deixe somente em arquivo no computador e muito menos em algum local na internet. Lembre-se que você pode ser hackeado também.

Existem até USBs específicos para isso, mas no início pode manter em um papel mesmo.

Lembre-se que esse papel pode se valorizar muito no futuro.

Passo 5: Declare suas criptomoedas no Imposto de Renda

Isso é muito discutível devido à origem das criptomoedas. Mas essa última dica é importante porque vai te proteger da fiscalização.

Imagine que suas criptomoedas tenham uma imensa valorização e daqui 2 anos você tem 2 milhões de reais. Como você vai explicar para a Receita esse ganho?

Se você declarar na compra, quando você vender, pode justificar e não terá problemas de ser acusado de lavagem de dinheiro. Afinal, do que adianta ser milionário e ficar preso com os bens congelados?

Conclusão

Depois desse artigo, tenho certeza que você estará mais preparado para comprar suas primeiras criptomoedas. Esse mundo das moedas digitais é muito amplo e vale a pena conhecer na prática e ter essa experiência.

Apesar de todos os riscos, se seguir nossas dicas, você conseguirá diminuir bem o risco desta compra. Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários!

Você também pode gostar

5 Perguntas e respostas sobre uma das criptomoedas mais valiosas do mercado

Como comprar Bitcoin com segurança e sabedoria

Ethereum: o que é e como utilizar?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário