5 PEGADINHAS DA PREVIDÊNCIA PRIVADA! Isso ninguém te conta…


A reforma da previdência vem aí e você já percebeu que vai ter que trabalhar igual a um camelo e contribuir feito um elefante pra ganhar feito uma formiga, né? Será que a solução é a Previdência Privada?

Por Nathalia Arcuri

Não é que eu seja contra a reforma, de fato acredito que se não houver mudanças profundas nesse sistema agora o país inteiro corre o risco de não suportar o preço de sua própria evolução. Explico antes que você fique com raiva de mim:

Daqui a trinta anos teremos mais idosos do que crianças. Eu já fiz alguns textos sobre isso e mostrei a pirâmide etária, aquele treco que mostra o numero de pessoas de cada faixa etária no Brasil, sabe?  (ok, eu sei que você sabe).

Pois bem, hoje a pirâmide etária já não é pirâmide:

Captura de Tela 2016-03-09 às 17.51.29
Pirâmide etária Brasil 2015 IBGE

E quando eu ficar velha a pirâmide mais vai se parecer com um cogumelo da bomba de Hiroshima.

Captura de Tela 2016-03-09 às 17.51.29
Projeção para 2050 IBGE


Se hoje o país já sofre pra pagar a conta dos velhinhos tendo gente pra trabalhar e pagar a conta, imagine o que será do nosso futuro quando a nossa classe de velhinhos indestrutíveis e vitaminados chegar à melhor idade sem tanta gente em idade produtiva pra bancar as nossas viagens em colônias de férias?

Eu imagino e é por isso que eu invisto o meu dinheiro para o futuro como se fosse uma jóia preciosa (que na verdade ele é mesmo).

Depois de toda essa introdução catastrófica, acho que agora você tá pronta (e pronto) pra descobrir uma outra realidade perigosa: a dos planos de previdência privada.

“Mas será que ela quer acabar com a minha alegria? Justo agora que eu ia começar a poupar pra velhice… Que pessimista do caramba”.

Quem dera que fosse pessimismo e quem dera este fosse um texto apenas para acabar com o seu dia. NÃO É.

Se este texto está chegando até você hoje, acredite: É porque você precisava dele.

Agora que o INSS virou o vilão numero 1 da sociedade você vai ver cada vez mais bancos oferecendo planos de previdência como a salvação da sua lavoura. CUIDADO. Leia este post até o final.

Sem delongas, vamos às

PEGADINHAS DA PREVIDÊNCIA PRIVADA

1 – TAXA DE CARREGAMENTO

Quando te oferecerem a Previdência Privada pergunte: “E a taxa de carregamento?”. Se te disseram qualquer coisa que seja diferente de “zero”. Corra, é cilada.

A taxa de carregamento vai comer uma parte do seu dinheiro e pode ser que seja na entrada ou na saída.

2  –  TAXA DE ADMINISTRAÇÃO

Essa ninguém nem cita. Na previdência privada o banco vai te pagar no futuro de acordo com aquilo que você acumulou com ele ao longo da vida e vai fazer aquilo que você poderia fazer sozinho mas decidiu não fazer porque:

1 – Não sabe fazer
2 – Não conhece as alternativas pra fazer sozinho
3 – Sabe de tudo mas optou por contratar o serviço do banco e pagar por ele consciente de que poderia estar ganhando mais dinheiro em outros tipos de investimento com risco baixo.

A taxa de administração varia muito de Previdência para Previdência. No mesmo banco você vai encontrar taxas bem diferentes. De novo, quanto mais perto do zero, melhor.

“Mas minha filha, o banco tem que ganhar dinheiro de alguma forma!”

Não se preocupe com o lucro do banco. Ele sabe fazer dinheiro e não há absolutamente nada de errado com isso, muito pelo contrário! Os bancos, aliás, têm várias lições a nos ensinar sobre a forma como fazemos (ou não fazemos) o nosso dinheiro render.

Quando você coloca parte do seu salário na Previdência do Banco ele vai ganhar dinheiro com o seu dinheiro. Como? Colocando o lindo do dinheiro pra render em aplicações de renda fixa ou variável, dependendo do seu plano, e ficando com uma parte da rentabilidade pra ele ( O banco). Ganha-ganha, acho justo. A pergunta que não quer calar é: Porque você pagaria taxa de administração para o banco trabalhar com o seu dinheiro, ganhar em cima dele e te passar apenas uma parte do retorno se você pode investir sozinho com as dicas desse Blog e Canal, evitar pagar taxas e ainda por cima pegar TODO o rendimento pra você?

Não sei. Mas você pode comentar aqui embaixo dizendo porque acha tão tentador deixar tudo nas mãos do banco e ignorar que existe um mundo mais rentável e multiplicador.

3 –  A TRIBUTAÇÃO

Chega a tão sonhada hora de começar a resgatar o dinheiro mensalmente.

“AH QUE FESTA”, você pensa.

Neste momento você descobre que terá que pagar 27,5% de IMPOSTO DE RENDA sobre a rentabilidade do seu plano (ou pior, sobre Tudo, se o seu plano for um PGBL).

Essa é uma regra bastante complicada e que até hoje eu não vi ninguém explicar com calma quando vende um plano de Previdência Privada. (Eu sei porque fui adepta da previdência antes de aprender a investir e recebi algumas ligações do Banco me indicando outros aportes em novas previdências).

Basicamente existem dois tipos de tributação sobre Previdências Privadas:

Progressiva

Regressiva

PROGRESSIVA:

Quanto maior for a sua retirada, maior será o seu imposto. Começa em 0 e vai até 27,5%. Veja a tabela de 2016 para o equivalente em retiradas anuais:

 

Ou seja: Se você estiver poupando para ter um futuro “parrudo” a Previdência Privada vai sair cara e se você estiver poupando para ter a faixa mais baixa e isenta de I.R vai pagar 15% de IR na saída de qualquer forma e depois terá que provar ao Leão  que merece o reembolso pelo que pagou. Essa é a regra. Eu já disse, o leão é implacável.

REGRESSIVA:

A mordida do Leão diminui com o tempo. Começa em 35% pra menos de dois ano e termina em 10% pra quem ficar com o dinheiro investido por mais de dez anos.

Captura de Tela 2017-05-09 às 17.59.06

 

4 –  OS TIPOS DE PLANOS

VGBL OU PGBL?

“E eu que sei?” Você pergunta…

Calma, é mais simples do que parece.

PGBL: Pra quem faz a declaração completa do Imposto de Renda. Vale à pena se você colocar o equivalente a até 12% da sua renda bruta no plano de previdência. Exemplo: Ganho no total (Bruto) R$10.000 coloco até R$1.200 na previdência pra ter vantagem tributária.

VGBL: Pra quem não tem muito o que deduzir do Imposto de Renda e opta pela declaração simplificada.

5 – RENTABILIDADE

Existe coisa pior? Existe. Tem planos de previdência que de fato pagam melhor que a poupança. O problema aqui são todas as taxas embutidas no processo que fazem a rentabilidade líquida da Previdência Privada ( ou seja, o que realmente vai para o seu bolso no final das contas) despencar. Assim como em outros tipos de investimentos, quanto mais dinheiro você tem aplicado, melhor será a rentabilidade. Vai ser difícil entrar numa Previdência com R$200,00 por mês e pegar aquele plano Master Blaster que rende 110% do CDI e não te cobra taxa de carregamento.

As saídas:

1 –  Encarar o fato de que vai perder dinheiro e continuar na Previdência, afinal não dá trabalho.

2 – Estudar e comparar os planos de previdência e, quem sabe, fazer uma portabilidade para outro melhor. (Isso é possível e garantido por lei).

3 – Estudar pra ser capaz de investir sozinho e garantir uma aposentadoria mais digna do profissional (ou da profissional) que você é.

E ai? Qual dessas saídas você vai pegar?

Vou deixar aqui algumas sugestões de vídeos e textos que podem te encorajar a aprender mais sobre isso:

5 PASSOS PRÁTICOS pra investir no TESOURO DIRETO TODO MÊS!

3 DICAS pra não perder DINHEIRO no Tesouro Direto!

DEBÊNTURES QUE ENRIQUECEM! | O básico pra começar a investir e ganhar dinheiro! (EU TENHO!)

ETF! O que é isso e como investir? | Para iniciantes

Cuide de você e seja feliz.

Nathalia Arcuri – Me Poupe

photo-nathalia

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

 

 

Me Poupe! no seu email

Cadastre-se, é na faixa!

Nathalia Arcuri

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

27 comentários em “5 PEGADINHAS DA PREVIDÊNCIA PRIVADA! Isso ninguém te conta…

  • 10 de maio de 2017 a 9:59 pm
    Permalink

    desejo investir no tesouro nacional, mas não entendo. Como devo proceder?

    Responder
  • 11 de maio de 2017 a 9:46 am
    Permalink

    O gráfico da tributação regressiva está no lugar errado.

    Responder
  • 13 de maio de 2017 a 7:08 am
    Permalink

    Olá! Meu nome é Tawan, tenho 23 anos, ainda não trabalho mas tenho uma bolsa de pós-graduação. Gostaria de saber se seria uma boa ideia não ter previdência a vida toda, eu mesmo separar um dinheiro por conta própria (tipo 1 mil reais por mês) e aplicá-lo ao tesouro IPCA da vida ou em SELIC’s bem longos.
    Espero que eu não esteja fazendo uma pergunta bem absurda. kkk
    Abraço e curto demais o Me poupe!

    Responder
  • 15 de maio de 2017 a 6:24 pm
    Permalink

    Eu achei que a previdência fosse vantajosa por conta do imposto regressivo…

    Responder
  • 21 de maio de 2017 a 9:08 pm
    Permalink

    Olá Nathalia! Aqui é o Milton. Gostei muito da sua matéria sobre Previdência Privada. Gostaria de saber mais sobre o assunto. Parabéns pela matéria!

    Responder
  • 24 de maio de 2017 a 10:20 pm
    Permalink

    É vantagem fazer um PGBL, mesmo se eu NÃO faço declaração completa do IR, para usar a tabela regressiva e poder sacar após 10 anos com a alíquota de 10%??? Ou é melhor fazer um VGBL ?

    Responder
  • 28 de maio de 2017 a 11:30 am
    Permalink

    Compensa ter um PGBL, tabela regressiva, para levar a longo prazo e aproveitar alíquota de 10% no resgate, mesmo que eu não faça a declaração completa do IR?? Oi é melhor um VGBL?

    Responder
  • 13 de junho de 2017 a 1:45 am
    Permalink

    Moça, me ajuda quero investir em Tesouro Direto mas não sei qual deles.
    Tem vários aqui e não sei qual.

    Responder
  • 20 de junho de 2017 a 11:23 pm
    Permalink

    Nath, eu tenho 29 anos e a minha avó começou a pagar uma Previdência Privada para mim quando eu tinha 14. Só ultimamente comecei a estudar essas questões relativas a investimento e tal. Minha pergunta é: vale a pena mexer nessa Previdência que ela vem pagando há tanto tempo?

    Muito obrigado e parabéns pelos textos e vídeos!

    Responder
  • 30 de junho de 2017 a 2:53 pm
    Permalink

    Nath, tô amando suas dicas!

    Me tira uma dúvida, na minha empresa tenho um plano de aposentadoria, e pra mim a grande vantagem dele é que a empresa contribui com um percentual em cima do meu salário bruto também, ou seja, fora os 5% que eu contribuo, a empresa paga mais 3,5%, somando 8,5% de contribuição.
    Nesse cenário vale a pena continuar com a previdência privada, ou mesmo assim seria mais vantajoso investir esses meus 5% no tesouro direto?

    Obrigada!

    Responder
  • 6 de julho de 2017 a 10:14 pm
    Permalink

    Boa noite!
    Nathalia, tudo bem? gostaria de saber o que você diria de um Plano de Previdência VGBL Renda fixa conservador/moderado (indicador de risco escala 2 de 5) com 1% de tx adm a.a. com rendimento de CDI+1%, com tributação regressiva para ser resgatado em mais de 10 anos? Recebi a proposta desse plano e acredito que esteja bem acima da média de mercado.

    Responder
  • 7 de julho de 2017 a 8:57 am
    Permalink

    A imagem da tabela regressiva está com problema. Post muito bom e ainda bem que vi logo antes de começar a investir na previdência.

    Responder
  • 11 de julho de 2017 a 12:19 am
    Permalink

    Oi Nathi, posso tirar um dinheiro de uma previdência no bradesc, fazendo a portabilidade,para outro tipo de aplicação no tesouro direto, por exemplo tesouro selic?Obrigada. Abraço

    Responder
  • 11 de julho de 2017 a 11:46 am
    Permalink

    Nath, as duas pirâmides etárias estão iguais!

    Responder
  • 13 de julho de 2017 a 2:43 pm
    Permalink

    Oi, Nathy. Posso cancelar minha previdência privada (iniciei a cerca de 3 anos) e aplicar o valor em outro investimento sem perder nada?

    Responder
  • 16 de julho de 2017 a 1:19 pm
    Permalink

    Eu tenho um plano de previdência privada PGBL como posso fazer o resgate sem perder muito? Vale a pena resgatar esse valor para aplicar em Tesouro Direto, e fazer dele minha aposentadoria? Eu tenho 25 anos, e pago de previdência R$ 100/mês há 02 anos.

    Responder
  • 9 de agosto de 2017 a 12:18 am
    Permalink

    A imagem da tabela regressiva não está aparecendo.

    Responder
  • 19 de agosto de 2017 a 10:55 am
    Permalink

    Nath bom dia.
    No item 3 (tributação) ficou faltando a imagem (tabela ou gráfico?) demonstrativo da tributação regressiva.
    Abraço.

    Responder
  • 22 de agosto de 2017 a 1:25 pm
    Permalink

    “A pergunta que não quer calar é: Porque você pagaria taxa de administração para o banco trabalhar com o seu dinheiro, ganhar em cima dele e te passar apenas uma parte do retorno se você pode investir sozinho com as dicas desse Blog e Canal, evitar pagar taxas e ainda por cima pegar TODO o rendimento pra você? ”

    A resposta é simples moça, porque as pessoas não querem ter trabalho. Vamos dar um exemplo simples, imagine que você possa lavar suas roupas, é algo muito simples de se fazer, podes colocar na maquina, esperar e depois retirar e estender, ou colocar em uma secadora, pode lavar a mão, ou pode pagar para que alguem o faça. Seria exatamente isso, quem não quer ter o trabalho, paga para fazerem. Pronto, agora já sabes o motivo.

    Responder
  • 25 de agosto de 2017 a 12:21 am
    Permalink

    O vídeo é o artigo é muito bom. Porém, se deve ou não aplicar na PP? Se sim, como fazer isso?

    Tenho um pequeno dinheiro na minha Conta poupança, e quero aplicar ele, mais não sei como iniciar.

    Responder
  • 29 de agosto de 2017 a 8:30 pm
    Permalink

    Nath boa noite, caí no conto do Sidinelson antes de conhecer vc e assinar o seu canal. Fiz não só 1 como 2 planos de previdência para meus 2 filhos com a intenção de pagar os estudos no futuro. Agora fui ver para fazer o resgate de um deles para colocar no tesouro, mas a base de imposto ficou R$1700,00 dos R$11800 que têm atualmente. Os planos são PGBL. Nath me ajuda! Devo resgatar mesmo assim? Ainda pretendo investir por mais 8 anos adicionando R$125,00 para cada todos os meses. O que eu faço?

    Responder
  • 20 de setembro de 2017 a 3:37 pm
    Permalink

    Olá, no caso da previdência privada oferecida pelas empresas, ainda é algo arriscado ou talvez seja melhor do que procurar um plano por conta?
    Digo isso, porque na empresa em que estou começando a trabalhar, é descontado um percentual de 5% do salário e aplicado no PGBL ou VGBL (escolha do colaborador) e a empresa coloca mais 100% não tendo taxa de carregamento, nesse caso, seria uma boa opção?

    Responder
  • 17 de outubro de 2017 a 3:18 pm
    Permalink

    Nath, você não sabe o quanto esse post foi esclarecedor na minha vida. Te agradeço muuuuuuito!!!
    Desde que conheci seu canal venho me educando financeiramente, já passei de uma pessoa mega individada para zero dividas e to começando aos pouquinhos poupar e olha para uma pessoa que parcelava tudo e vivia sem grana a mudança foi radical: hoje pago tudo a vista e no dinheiro, assim consigo sempre bons preços…ai que festaaaaaa =)

    Eu aderi a previdência privada da minha empresa em 2013 e não tinha nem noção do que era, por sorte não foi uma furada e cheguei a essa conclusão graças ao seu post.

    Veja bem as informações que obtive sobre a minha previdência privada (a empresa é LTDA):
    O meu plano é regressivo: começa em 35% de tributação e chega a 10% com o passar dos anos (Se eu fosse resgatar hoje seria tributado imposto de 26%).
    A elegibilidade é de 55 anos de idade e 10 anos de trabalho – Se eu respeitar esse prazo receberei minha parte + parte da empresa, caso eu faça o resgate só receberei a minha parte.
    Eu contribuo com 3% enquanto a empresa contribui com 4,5%, totalizando 7,5% da minha renda bruta mensal.
    Eu vou fazer um intercâmbio no próximo ano e vou me desligar da empresa, mas posso continuar pagando a minha parte + a parte da empresa, ou ainda, se eu não tiver recursos para tal posso optar pelo BPD com uma taxa administrativa de 0,45%.
    Não tem taxa de carregamento

    Agora o “X” da questão, o valor tributado ao final período é de 10% sobre o valor bruto, com relação ao Tesouro IPCA o IR tributado também é sobre o valor bruto? Estive pensando que se a tributação no Tesouro IPCA fosse sob a rentabilidade seria interessante resgatar minha previdência assim que a minha tributação chegasse em 10% e investir no Título Público. Estou falando besteira?

    A única coisa que não entendi foi a rentabilidade descrita da seguinte maneira:
    Ano 7,78%
    Mês 1,09%
    6 meses 5,09%
    12 meses 11,91%
    24 meses 27,75%
    36 meses 40,94%

    Como conseguirei simular a minha rentabilidade no futuro com todos esses números que pra mim são confusos?

    Muito obrigada minha Deusa das finanças! \0/ (suvaco ) hahahaha

    Responder
  • 9 de novembro de 2017 a 9:41 am
    Permalink

    Nath,
    Amei conhecer seu blog e estou estudando pra ter minha independência financeira. Em relação a esse assunto previdência privada, tenho uma pergunta: Há 5 anos contratei um PGBL no banco onde recebo meu salário, ok, já sei que estou perdendo dinheiro, mas o que fazer, meu resgate é pra daqui 15 anos, retiro o que já investi e perco com a mordida do leão ou mato meu gerente de conta que me enfiou esse investimento ?

    Responder
  • 2 de janeiro de 2018 a 11:54 am
    Permalink

    Nath show as suas dicas! Muito obrigado pelo excelente trabalho. Minha pergunta, sei que estudando e me arriscando sozinho o rendimento seria maior, mas no meu caso tenho a opção (ao menos no momento) da empresa acrescentar mais 50% daquilo que eu colocar na previdência privada,neste caso sem dúvida vale a pena né?

    Responder
  • 2 de janeiro de 2018 a 12:50 pm
    Permalink

    Olá Nath, podemos dizer que seu blog e canal é de grande valor 😉 Excelente trabalho, muito obrigado!

    Nath sei que estudar e procurar investir sozinho mesmo correndo os riscos certamente seria mais vantajoso do que investir em previdência privada, como você mesmo citou. Mas no meu caso sou clt e a empresa onde trabalho, acrescenta mais 50% daquilo que eu resolver investir de previdência, neste caso sem dúvida é uma vantagem né?

    Responder
  • 13 de março de 2018 a 9:57 pm
    Permalink

    Oi Nath!!
    Meus pais pagaram previdência privada a vida toda e agora que estou aprendendo a investir com você (AH QUE FESTA!!), estou buscando uma outra opção melhor para eles. Acontece que estão já com 60 anos e precisarão ter uma renda desse valor daqui 2 ou 3 anos. O valor disponível para aplicar é R$ 80 mil. O que você me indica?
    Obrigada!! Adoro o MEU POUPE!!

    Responder

Deixe uma resposta para Rodrigo Dellano Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *