Viver de Freela: como ter os mesmos benefícios que na vida de CLT?

18 de abril | 2018

A carreira independente tem muitas vantagens, como liberdade e até melhor remuneração. Mas, os benefícios CLT fazem uma falta… Saiba como se programar para ter acesso a eles!

 

Quando a gente está em um emprego formal, muitas vezes, nem pensamos no valor de ter férias remuneradas, plano de saúde, aposentadoria… E, quando falo em valor, é dinheiro mesmo, o custo que todos esses benefícios representam.

Neste artigo, vou dar algumas dicas para você se organizar na vida de freela ou de autônomo para, pelo menos, o impacto de perder essas vantagens do emprego CLT não ser tão grande!

 

Férias

Começando pelas férias… que pode ser o benefício mais difícil de dar a si mesmo quando se trabalha por conta própria. Isso porque cada dia a menos fazendo freela é também um dia a menos de receita, além de representar um risco caso você tenha projetos recorrentes.

Por isso, minha dica é: dilua suas férias ao longo do ano. Fica mais fácil de se organizar financeiramente e de não deixar nenhum cliente na mão, por mais que precise diminuir as demandas naquele período, avisando com antecedência os seus clientes.

Vale a pena também criar um fundo de férias, que cubra tanto os custos com viagens, quanto suas despesas fixas que seriam pagas com o valor do seu trabalho. É a forma de ter, de fato, férias remuneradas.
viver-de-freela

13º Salário e Bônus

Da mesma forma, se quiser ter mais dinheiro naquele período no qual as contas se multiplicam, também conhecido como dezembro-janeiro, vale a pena reservar parte dos seus ganhos para se dar de presente como 13º salário ou mesmo um bônus.

Isso está totalmente relacionado a dois pontos importantes:

1. Você precisa separar o que recebe como empresa do que recebe como salário, mesmo que seja um negócio de uma pessoa só. Exatamente, o valor total que os clientes pagam a você não é o seu salário. É a receita de sua empresa, de onde deve sair o seu pró-labore.

2.Você deve viver sempre um degrau abaixo, como a Nath sempre fala por aqui. Nada de gastar tudo o que ganha como freela imediatamente, guarde uma parte como capital da sua empresa – preferencialmente investindo.

Seguindo esses dois pontos, não há como você não conseguir planejar um ganho extra para as finanças pessoais no final do ano.

Aposentadoria

Se a aposentadoria do INSS é o benefício que você sente falta da vida de CLT, pode abandonar essa saudade. Até porque dificilmente você vai conseguir manter seu padrão de vida contando apenas com ela no futuro.

Mesmo que estivesse em um emprego formal, você também precisaria ter algum tipo de investimento para quando quisesse parar de trabalhar. Pesquise e avalie o melhor investimento para a aposentadoria. O que importa é que seja um valor planejado de acordo com o estilo de vida que deseja manter e um montante que permaneça preservado até chegar o momento da aposentadoria.

 

viver-de-freela-2

 

Plano de Saúde

Aqui você tem duas opções. A primeira é contar com o SUS e manter um dinheiro guardado para emergências ou tratamentos que sejam complexos de seguir pela rede pública de saúde. Nessas horas, vale contar com a possibilidade de custear um atendimento particular.

Outra é pagar um plano de saúde individual, o que é cada vez mais difícil de contratar. Minha dica é consultar sua entidade de classe ou associação profissional para buscar um plano por adesão. É o que eu faço hoje, sendo filiada ao Sindicato dos Jornalistas.

 

Auxílio doença, licença maternidade, seguro desemprego e mais!

Por fim, sobram todos aqueles benefícios que estão associados aos momentos em que você não pode, por algum motivo, trabalhar. E isso é normal na vida de freela também! Você vai precisar parar quando estiver doente, lidando com algum momento difícil ou até vivendo uma nova fase de vida.

O segredo é se preparar financeiramente para que, quando isso vier a acontecer, você esteja tranquilo em relação a dinheiro e possa  focar no que importa. Reserva para emergências é fundamental! Minha dica é que tenha pelo menos 6 meses de dinheiro guardado e rendendo em alguma aplicação.

 

E como vou juntar todo esse dinheiro?

Falei em investimento para aposentadoria, em reserva para emergências, em guardar dinheiro para férias… Tenho certeza de que passou um pensamento na sua cabeça de que é difícil (ou até impossível) juntar esse dinheiro. Acertei?

Pois é. Mas aí o problema não está no que precisa fazer para ter esses benefícios, mas em como está ganhando e gastando sua grana todos os meses. Sobre receita, já falei em outro artigo sobre a importância de cobrar um valor justo para sua experiência e para suas necessidades financeiras. Sobre gastar com inteligência, o Me Poupe! está cheio de dicas boas, tenho certeza que você ainda pode melhorar!

 

viver-de-freela-3

 

Você tem alguma dica diferente para ter os benefícios de CLT também na vida de freela? Conta aqui nos comentários!

 

 

luciane-costa-vivendo-de-freela-n-300x300

Artigo escrito por Luciane Costa, jornalista, redatora de conteúdo freelancer e editora do blog Vivendo de Freela.  Se você curtiu esse conteúdo, compartilha! Outras pessoas também podem estar precisando dessa dica 

 

 

Este texto é de responsabilidade do autor do artigo e não reflete necessariamente a opinião do Me Poupe!

materiais-ricos-me-poupe

Veja mais posts de Vivendo de Freela:

Dá para ficar rico fazendo freela?

3 razões pelas quais você não está ganhando dinheiro como freelancer

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário