O Apocalipse – Quando o 13º encontra com a Black Friday

Então, é Nataaaaaaalllll!!!!!
Simone_Ent_o_Natal_com_as_Meninas_Cantoras_de_Petr_polis_no_Faust_o

Calma, Simone, segura aí!

Há até uns 4, 5 anos atrás, de fato, nessa época do ano já estaríamos falando “nossa, mas decoração de Natal já nessa época do ano?” (a gente sempre soube que era só passar o dia das crianças pra no dia seguinte ter árvores de Natal por todo o comércio e mesmo assim todo ano a gente fazia essa reclamaçãozinha sem graça), mas a verdade é que, de uns tempos pra cá, o comércio teve uma ideia brilhante pra pegar o seu 13º sem você nem perceber: a Black Friday.

Pra quem não sabe, a Black Friday é uma mega liquidação que rola nos EUA no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças (que é comemorado na 3ª quinta-feira do mês de novembro).

Nesse dia o comércio abre mais cedo, as famílias se programam pra passar o dia correndo atrás de oportunidades únicas de adquirir móveis, eletrônicos e eletromésticos. É um acontecimento que normalmente abre a temporada de compras para o Natal.

E um belo dia alguém, aqui no Brasil, se ligou que essa época do ano casava exatamente com o quê? Com a época em que as firma tudo deposita a primeira parcela do 13º salário da galera e importou essa tradição pra cá.

giphy

Isso significa que a Black Friday é só uma tentativa de pegar dinheiro de gente tonta? Claro que não! Apesar da gente saber que muita loja sobe o preço das coisas antes de baixar pro preço original (o famoso “oportunidade única de comprar pela metade do dobro”, sabe? Tamo aqui, bem de olho…) também sabemos que vira e mexe rolam promoções e liquidações que realmente valem a pena.

Por isso, pra quem chegou agora, antes de continuar lendo, vai lá em cima na lupinha e digita “comprar não é pecado” pra encontrar nossas colunas mais antigas, em que damos várias dicas de como fazer boas compras durante o ano todo.

Agora, se você já é de casa, cola aqui que vamos te dar algumas dicas maravilhosas pra que a sua Black Friday seja só alegria.

Faça uma lista

giphy (2)

NADA DE COMPRAR o que estiver na promoção apenas por estar na promoção.

Fazer uma lista do que você realmente precisa comprar é fundamental pra esse negócio rolar direito e você não se endividar à toa.

Seu celular tá uma bomba e você precisa substituir? Pode ser uma boa oportunidade.

Você engordou/emagreceu e sua calça jeans velha de guerra não está servindo mais? Quem sabe você consiga substituí-la por um preço bem amigo.

Você trabalha de terno e só tem dois ternos ao todo? Tipo, enquanto um lava você usa o outro – e se rolar algum imprevisto você tá lascado? Quem sabe essa não é a chance de sair desse sufoco…

AGORA…

REPITA COM AS TITIAS AQUI: NÃO É PORQUE TÁ NA LISTA QUE EU VOU COMPRAR!!!!

giphy (3)

Elementar, meu caro Watson. Veja bem: a lista existe pra você não se perder no meio de tantas oportunidades e tentativas de capturas do seu 13º e não uma checklist que você precisa zerar a qualquer custo.

giphy (4)

Pode ser que o tal terno não entre na promoção. Ou que a calça jeans que você achou por um preço aparentemente bom não caia tão bem em você (e se você não amou no provador, a chance de você não gostar dela na vida real são de 1000%, segundo o Data Me Poupe). Ou que o celular que está realmente pela metade do preço não seja da marca que você está acostumado a usar e aí você vai ter de avaliar friamente se vale a pena investir nesse aparelho ou se é melhor esperar um pouco, guardar mais uma grana e comprar o celular que realmente vai te ajudar.

Por isso, avalie muito bem o que realmente está por um preço melhor e cruze essas informações com a sua lista de desejos. Se uma coisa não bater com a outra, paciência, fica pra próxima. Agora, se rolar uma sinergia entre as duas coisas, vá para o próximo item.

Determine um Orçamento Máximo (o famoso “budget”)

Não é simplesmente porque um terno que custava R$ 5.000,00 tá custando R$ 1.000,00 na Black Friday que você vai levar.

“Ah, mas cês tão loucas? Tá custando 20% do que custava!!!!”

giphy (5)
Ok, mas e se só couber no seu bolso um terno que custe R$ 700,00?

giphy (6)

Não importa apenas se o preço baixou muito e se ele baixou de verdade. É fundamental entender se o novo preço faz com que aquela possível compra caiba no seu bolso.

Esse orçamento pode ser para a lista toda ou para cada item em específico, e aí, quem vai determinar isso é você.

Você pode, por exemplo, determinar que para a calça jeans você pode gastar até R$ 120,00, com o celular até 650,00 e com o terno até R$ 700,00.

Ou você pode determinar que o seu gasto total para essa Black Friday, para arrematar esses itens, é de R$ 1.470,00. Neste caso, a gente recomenda muuuuuuita pesquisa e autocontrole para, se necessário, compensar valores (e tirar um pouco do budget de outros itens para poder arrematar algo que ainda esteja além do budget original – como o terno de R$ 1.000,00 do nosso exemplo) ou até substituir itens (e quem sabe aguentar com o seu celular bomba por mais alguns meses se realmente comprar o terno de R$ 1.000,00 for fazer uma grande diferença na sua vida).

Na dúvida, vai tomar um ar

É muita coisa pra pensar, a gente sabe, mas garantimos que vale a pena chegar em casa sem se arrepender de nenhum centavo gasto e enfrentar a fatura do cartão de crédito com dignidade.

giphy (7)

Por isso que uma das nossas recomendações é: na dúvida, espere para decidir.

Vai tomar um café, responder alguns e-mails, respirar ar puro… o que não vale é cair em pressão de vendedor (que tem metas pra bater e só está fazendo o trabalho dele – cabe a você fazer o seu).

giphy (8)

Pode ser que aquela realmente seja a última peça. Mas se você não estiver com 100% de certeza e comprar só pra garantir uma compra (que você ainda nem sabia se queria/precisava/valia a pena mesmo) não vai te aliviar em nada. Ao passo que, se você se segurar, sair pra dar uma volta, decidir que aquela era sim uma boa compra e ao voltar à loja ver que alguém chegou na sua frente… paciência. A gente te garante que SEMPRE, SEMPRE e SEMPRE vai ter um celular, uma calça jeans e/ou um terno à venda por aí (e isso vai continuar valendo para todo e qualquer item à venda no shopping).

A gente espera, de <3, que essas dicas te ajudem muito nessa Black Friday e façam sobrar algum troquinho do seu 13º pra você investir seguindo as dicas da Nath.

giphy (9)

E como de costume, nos próximos posts a gente vai continuar falando sobre como fazer compras sem acabar com seu patrimônio.

Se você tiver sugestões de temas ou dúvidas, manda pra gente aqui nos comentários!

Beijos e até mês que vem.

11910432_1720452324856230_1984693896_a

Carol Caliman e Carla Catap Strauss fundaram a Assinatura de Estilo pois acreditam que todo mundo tem estilo (homens e mulheres!), independentemente da conta bancária e que dá pra se sentir linda e bem vestida sem gastar tudo o que temos (e o que não temos). Siga a gente nas redes sociais: @estiloassinatura (Instagram) e Assinatura de Estilo (Facebook).

 

 

Veja mais posts da Assinatura de Estilo

Comprar não é pecado – A saga da liquidação

Comprar não é pecado – 3 dicas pra avaliar o custo benefício de uma possível compra

Me Poupe! no seu email

Cadastre-se, é na faixa!

Nathalia Arcuri

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *