Investir no Tesouro Direto é seguro?

Talvez você ainda nem saiba o que é Tesouro Direto mas resolveu ler este post de abelhuda(o)

(brincadeira)… Pra você que não está habituada (o) com o assunto explico em poucas palavras:

TESOURO DIRETO é uma das poucas formas lícitas que você tem de emprestar dinheiro ao Governo e receber juros por isso. É como se você fosse o banco da Dilma. A partir do momento em que você compra um título (nome que se dá aos produtos do Tesouro Direto) e espera uma rentabilidade por ele, o Governo te deve. (não é sensacional? E você pensando que só eles tiravam dinheiro de você)

sei nao, me poupe
SEI NÃO…

Por se tratar do governo muita gente fica com medo de emprestar (imagine seu cunhado desempregado querendo pegar dinheiro emprestado. Você sabe que ele sempre foi bom pagador, que tem as contas em dia… mas vai saber! É tipo isso).

A crise e algumas notícias recentes aumentaram ainda mais a desconfiança das pessoas em relação ao Tesouro Direto e pra tirar a pulga atrás da orelha eu vou reproduzir aqui um artigo muito bacana do pessoal do Jornada do Dinheiro, nosso parceiro de conteúdo.

Lá no final deixei alguns links de artigos e vídeos que vão esclarecer todas as suas dúvidas sobre Tesouro Direto!

Se depois de ler você achar que o texto foi útil e te ajudou a tomar uma decisão, compartilhe e ajude outras pessoas a terem acesso à mesma informação. Um gesto simples pode ajudar dezenas de pessoas!

PS: E se não gostar, pode comentar também. Críticas ajudam este blog a crescer.

Beijos,

Nath Arcuri

Investir no Tesouro Direto é seguro!

Por Edson Ichihara / Jornada do Dinheiro

medo é o fator mais importante para deixarmos de seguir nosso sonho. Geralmente ele é maior com o desconhecimento.

Lembro-me que tinha medo de dar carinho ao cachorrinho de minha noiva, um shitzu pequenininho bem carismático. E quando eu perdi o medo? Quando eu vi a amiga de 3 anos da prima da minha noiva dando carinho nele. Sem medo e feliz com o carinho do pequeno shitzu Riquinho.

Hoje sempre quando vou a casa dos pais da minha noiva eu brinco com o Riquinho. Esse exemplo me motivou a escrever este artigo, porque eu percebi que no mundo dos investimentos ocorre a mesma situação.

Previdência Social (INSS), Previdência Privada, Poupança são investimentos que a maior parte dos brasileiros aplicam (seja obrigatoriamente ou por falta de conhecimento de outras opções), mas quando o assunto é Tesouro Direto, Ações, Fundos Imobiliários, surge aquele medo nas pessoas.

Cansei de ouvir nas festas de familiares aquela pergunta irônica: “Está ganhando bem com os investimentos?”, “Cuidado para não perder dinheiro!”. Pelo desconhecimento deles, minhas aplicações são mais seguras e mais rentáveis.

Previdência Social – INSS – está falida!

Vou falar primeiro das aplicações que os brasileiros são obrigados a investir. A Previdência Social (INSS) está praticamente falida. Você deve ter visto nos noticiários que para este ano, já há um déficit de bilhões. Imagine daqui a 10 e 20 anos. Aquele dinheiro suado que você pagou ao INSS provavelmente você não receberá no futuro.


Veja no quadro acima, numa apresentação da Secretaria de Políticas de Previdência Social. O resultado mostra um déficit de 66 bilhões no acumulado de 12 meses em abril de 2015.

Imagine numa idade mais avançada o trabalho que terá: ir a agência do INSS, pegar fila, mostrar os comprovantes e provavelmente receber menos do que pagou durante anos.
Quantas pessoas você conhece que comentam que estão recebendo pouco do INSS? Infelizmente, é a realidade. E isso não é só no Brasil, nos Estados Unidos a Seguridade Social também está falida.

Previdência Privada é um investimento seguro?

Veja 4 razões para questionar essa segurança e a possível vantagem em relação aos títulos públicos federais:

• A sua Previdência Privada (do Itaú, do Banco do Brasil, do Bradesco, enfim, de todos os bancos) aplica nos Títulos Públicos Federais. Você paga uma taxa para eles investirem nos mesmos ativos que você pode aplicar diretamente com menos custos.

• Se o gestor da sua Previdência perder todo dinheiro do fundo, o gestor e o banco não vão perder nada, mas você perderá tudo. O risco está com você.

• E no final, se você tiver lucro, uma parte dela irá pagar as taxas de administração e de carregamento do seu plano.

• Esse dinheiro pode ficar “preso” por 10 anos ou mais (leia o contrato, e descobrirá que pagará uma multa se resgatar antes!).

Enfim, você está investindo em um ativo em que o risco é todo seu e o lucro você divide com o banco.

Poupança é melhor que os títulos públicos federais?

Poupança é a maneira mais fácil de investir, mas será que você entendeu o que acontece com seu dinheiro na Poupança?

• Você emprestou seu dinheiro ao banco, em troca de uma taxa de 6% + TR ao ano, com rentabilidade mensal. E o banco vai emprestar esse dinheiro para uma pessoa que vai financiar um imóvel por 10% + TR ao ano.

• Ou seja, você ajuda o banco a ganhar dinheiro. E se você além de ter dinheiro na poupança, fizer um financiamento de um imóvel, você ajudará o banco duas vezes.

• Esse mesmo banco na qual você investiu seu dinheiro na Poupança, tem a maior parte de seus aplicações nos títulos Públicos Federais! Ou seja, você empresta seu dinheiro ao banco, ganha míseros 6% + TR, e o mesmo banco investe nos Títulos Públicos Federais.

• E você deve estar falando que a Poupança é garantida pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos). E advinha aonde o FGC investe? Em títulos Públicos Federais e em Operações Compromissadas lastreadas em títulos públicos! (veja no quadro acima a Demonstração Financeira do FGC).

Aprendendo com os exemplos…

Todos sabem que se você comprar um produto diretamente do fornecedor, pagará um preço melhor e ainda será mais seguro. Não precisará pagar o custo dos intermediários.

Agora, coloque essa sua sabedoria na parte financeira dos seus investimentos. Se a Previdência Privada, os Bancos , o Governo, estrangeiros, seguradoras e até o FGC possuem aplicações em títulos públicos, o que você pode concluir? O sistema financeiro inteiro está errado e isso não é seguro?

Claro que não! Os títulos públicos federais são os investimentos mais seguros em um país, garantido pelo Tesouro Nacional. Se poupança fosse realmente bom, a Previdência Privada, os bancos, o Governo investiriam na Poupança. Ah, mas é muito difícil investir nos Títulos Públicos, não é?

Resposta errada! Com o Tesouro Direto, desde 2002, as pessoas físicas e os pequenos investidores podem aplicar diretamente em títulos públicos federais. Você precisa somente de um agente de custódia (corretora ou banco) e pronto.

Fiz uma compra ao vivo no Periscope de um título público federal no dia 18 de setembro de 2015. Utilizei minha conta da Easynvest. Veja o replay neste link.

Ficou com vontade de iniciar seus investimentos?

Provei que sou uma pessoa que também tem medos, mas minhas ações me fizeram uma pessoa corajosa para superá-los. O título público federal é como o pequeno shitzu: parece mais perigoso do que realmente é.
Percebi junto com meus amigos do Jornada do Dinheiro que superar os medos de mudar a sua maneira de investir é o obstáculo mais difícil. Por isso, estamos em várias mídias (Facebook, Youtube, Periscope, Twitter, Instagram) para te ajudar nesse processo.

Deixe sua dúvida abaixo e vamos superar seu medo.

MAIS LINKS ME POUPE!

PASSO A PASSO: COMO INVESTIR COM UMA CORRETORA DE VALORES

PASSO A PASSO: O QUE É TESOURO DIRETO E COMO INVESTIR

VÍDEO DO CANAL:

Me Poupe! no seu email

Cadastre-se, é na faixa!

Nathalia Arcuri

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

18 comentários em “Investir no Tesouro Direto é seguro?

  • 6 de março de 2016 a 12:03 pm
    Permalink

    Ótimo Post!!!!
    Graças as posts aqui e ao incentivo seu Nathalia, abir minha conta na corretora de valores e já apliquei meu recurso que pretendo usar daqui a uns aninhos no meu sonhado apartamento!!!!
    Obrigada Nathália por compartilhar o conhecimento e nos ajudar a ficarmos mais ricos!!!!
    Aiiiii Que festa!!!!!!
    hahahaha….

    Responder
    • 6 de março de 2016 a 6:37 pm
      Permalink

      Ana Mariaaaaaa! Ah que festa digo eu! Que seu dinheiro continue trabalhando pra você! (e ele só vai tirar férias se você deixar…) Beijão!

      Responder
  • 7 de março de 2016 a 8:35 pm
    Permalink

    Boa noite Nathália! Gostaria de parabenizá-la pela iniciativa desse blog, com vídeos e textos com linguagens que nós iniciantes conseguimos entender perfeitamente!! Não sou de comentar muito, mas hoje me interesso mais por esses assuntos, pois antes achava muito chato e complicado! Sempre investi em renda fixa e poupança e com certeza deixei de ganhar com isso! rsrs Gostaria de agradecer também pela disponibilidade, já escrevi um e-mail sobre tesouro direto pra vc e recebi a resposta super rápido! Grande beijo e sempre estou aguardando suas dicas!

    Responder
  • 8 de março de 2016 a 8:55 pm
    Permalink

    Oi Nathalia! Comecei recentemente a investir no Tesouro Direto. Costumava programar a transferencia mensal automatica para a poupança para me ajudar a poupar e funcionou bastante. Hoje quero aplicar esse dinheiro, mas gostaria de fazer nesse mesmo esquema. É possível investir mensalmente no TD? Beijos e parabéns pelo ótimo site!

    Responder
    • 9 de março de 2016 a 6:31 pm
      Permalink

      opa, Aline!
      Dá sim! Você precisa solicitar a transferência mensal para a sua corretora de valores no valor que você quiser e depois, na plataforma da corretora, programar os investimentos mensalmente no Tesouro. Você pode até mesmo diversificar as aplicações entre tesouro Selic, IPCA e Prefixado. Qualquer coisa grita!

      Responder
  • 9 de março de 2016 a 7:25 pm
    Permalink

    A taxa de juros do tesouro selic é pago de que forma por mês?

    Responder
    • 10 de março de 2016 a 10:03 am
      Permalink

      Vilson, os juros ficam acumulados e vão rendendo como juros compostos, por isso é uma opção vantajosa e mais rentável que a poupança, já que a Selic está em 14,25% enquanto a poupança está rendendo aproximadamente 8% ao ano.

      Responder
  • 17 de junho de 2016 a 3:26 pm
    Permalink

    Nathália!!!!!!! Que belezura seu blog, insta…youtube..twitter….hahahaha
    Sempre tive curiosidade/vontade de investir, porém, assim como todos… achava o bicho! Até vc chegar…..ufa!
    Uma dúvida (que pode ser besta, mas sim, nao seirsrsrs) Tenho amigos, agentes autônomos (certificados, parceiros da XP)… A dúvida é… primeiro momento, ir direto neles ou direto no site da corretora???
    Muito obrigada

    Responder
    • 19 de junho de 2016 a 8:10 pm
      Permalink

      Lidi, se você conhece alguns agentes autônomos acho bacana pedir umas dicas, mas nada como você poder navegar sozinha e fazer as melhores escolhas. Só fique atenta às taxas cobradas. Beijos!

      Responder
  • 21 de agosto de 2016 a 11:15 am
    Permalink

    dúvida, como a easynvest ganha se ela não cobra taxa de adm?

    Responder
  • 21 de agosto de 2016 a 11:23 am
    Permalink

    Nathalia, nunca declarei imposto de renda por que nunca precisei, minha renda anual é algo bem modesto, eu investindo no Selic ainda assim o governo vai descontar?

    Responder
    • 24 de agosto de 2016 a 10:57 am
      Permalink

      O desconto só vai acontecer quando você resgatar o dinheiro. Isso vale pra todo mundo. (é a vida)

      Responder
  • 27 de agosto de 2016 a 11:58 am
    Permalink

    Nathalia, também nunca declarei imposto de renda, até porque nunca precisei. E acredito que muitos que acompanham o seu canal também. Dúvidas sobre o imposto de renda daria um ótimo tema de vídeo :) Enfim, minha dúvida é se mesmo com o Imposto de Renda Retido na Fonte eu vou ter que declarar anualmente os ganhos?! E outra dúvida é se eu vou ter que declarar os títulos que eu tenho mesmo sem ter resgatado dinheiro algum?! Sou leigo no assunto. Você tem mais experiência :) Desde já grato pela atenção. Todo sucesso do mundo pra vc 😉 E parabéns pelo canal :)

    Responder
    • 2 de setembro de 2016 a 3:47 pm
      Permalink

      Tem post aqui no Blog pra quem tá começando a declarar imposto e pra quem é isento. Se vc é isento, não precisa declarar renda fixa!
      Beijo

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *