Freelancer: 5 Motivos para você ter um CNPJ

24 de agosto | 2018

Você ainda não decidiu se quer se formalizar ou não? A gente mostra os benefícios que um CNPJ pode ter na sua rotina de freela. Vem ler.

Por Vivendo de Freela

Quando comecei a trabalhar como freelancer em período integral, uma das minhas maiores preocupações era de fato abrir minha empresa, ter um CNPJ. Mas sei que não é assim com todo mundo. Excesso de burocracia, falta de conhecimento sobre as diferentes opções, desejo de pagar menos impostos… os motivos são vários.

Neste artigo, vou dar alguns excelentes motivos para quem ainda tem dúvidas sobre como formalizar de vez o trabalho como freela ou autônomo e ajudar você a tomar logo essa decisão!

Vantagens de ter CNPJ para quem é freelancer ou trabalha por conta

Seja como Microempreendedor Individual (MEI) ou como Microempresa (ME), existem alguns benefícios importantes para quem deseja regularizar o trabalho que faz de forma independente e dar os passos necessários para ter um CNPJ. Veja abaixo alguns deles:

 

1.Emissão de Notas Fiscais

Este foi o principal motivo para eu ter aberto minha empresa, lá no início da minha vida de freela. Sem empresa aberta, não podia emitir notas fiscais. E, sem emitir notas fiscais, só conseguia realmente “fazer bicos”. Nada de projetos interessantes e bem remunerados com empresas sérias.

Pois é, se você trabalha prestando serviços para outras empresas, dificilmente elas vão fechar negócio sem esta condição. E, no fim das contas, emitir nota fiscal significa chances maiores de pegar melhores trabalhos e de trabalhar para negócios que atuem de forma correta quando o assunto são responsabilidades fiscal e contábil.

 

 

 

2. Melhor organização financeira

Uma dificuldade comum para os freelas é separar as finanças pessoais das finanças relativas à execução do trabalho. O resultado? Muitas vezes gastam mais do que podem. Ou acabam não fazendo nenhum tipo de reserva para emergências. Aquelas do tipo: “O computador pifou. E agora?”.

Ter um CNPJ é meio caminho andado para resolver essa situação. Você pode, inclusive, abrir uma conta de Pessoa Jurídica (PJ) no seu banco e separar definitivamente as finanças pessoais e do trabalho. Abrir uma conta PJ não é uma obrigação para quem é MEI, mas recomendo fortemente!

 

3. Regularização do seu trabalho

Essa vida de profissional independente é realmente incrível. Mas ser independente não é a mesma coisa de ser informal. Se a ideia é levar o trabalho autônomo de forma séria, como uma carreira de fato, tornar isso regular é essencial.

A opção de ter um CNPJ é também um compromisso que você faz nesse sentido. De que vai se entregar a este modelo de profissão e que vai fazer tudo dentro da lei, exatamente como deve ser!

 

 

4. Acesso a benefícios do INSS

Pouca gente sabe, mas quem toma a decisão de ter um CNPJ, mesmo como MEI, passa a ter acesso a alguns benefícios do INSS, bastante importantes para quem adota a carreira independente. Entre eles, por exemplo, estão auxílio doença, maternidade e aposentadoria.

Sabemos que isso não é suficiente para você ter independência financeira em momentos de crises ou que impeçam a execução de seu trabalho. Mas sempre podem ajudar de alguma forma!

 

5. Possibilidade de comprar como empresa

Existe outro importante benefício em ter um CNPJ. Como empresa, você tem acesso a condições especiais na hora de comprar produtos ou serviços. Existe, inclusive, a possibilidade de contratação de plano de saúde para você se proteger dos imprevistos.

 

Antes que a hora passe….

Listei aqui alguns motivos para abrir sua empresa e formalizar sua atuação como freelancer ou profissional autônomo. Considerando todos esses benefícios, está mais do que na hora de você ter um CNPJ. Isso, é claro, se deseja atuar de forma profissional, conseguir melhores clientes, cobrar preços mais justos e construir seu capital. E eu duvido que alguém queira o contrário!

Você já tem um CNPJ e atua como freelancer de maneira formalizada? Ainda não? Então o que está faltando para abrir a sua empresa?

 

luciane-costa-vivendo-de-freela-n-300x300

Artigo escrito por Luciane Costa, jornalista, redatora de conteúdo freelancer e editora do blog Vivendo de Freela.  Se você curtiu esse conteúdo, compartilha! Outras pessoas também podem estar precisando dessa dica

 

 

 

Este texto é de responsabilidade do autor do artigo e não reflete necessariamente a opinião do Me Poupe!

 

 

Você também pode gostar

Viver de Freela: como ter os mesmos benefícios que na vida de CLT?

6 testes que você precisa fazer antes de largar o emprego para ser freelancer

3 razões pelas quais você não está ganhando dinheiro como freelancer

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amanda 21 de September | 2018

Funcionário Público pode ter CNPJ?

KELLY MAIARA FERREIRA DA SILVA 27 de August | 2018

Planos de saúde também são bem mais em conta para quem tem CNPJ, mesmo que seja MEI.

Fernando 26 de August | 2018

Só um ponto de atenção. Cuidado ao tentar manter um CNPJ e ainda trabalhar com carteira de trabalho assinada. Isso pode causar problemas no direto de recebimento de benefícios em caso de desligamento da empresa.