Entendendo os investimentos

Pensa numa pessoa com vocação pra te deixar rica (e rico)? Essa pessoa é o Edson Ichihara. Você não achou que eu ia falar o meu próprio nome, né?

Nossa, to me achando hoje!

Ah! Nath Arcuri falando aqui. Toda vez que anunciamos um novo parceiro do garbo e riqueza de conteúdo do Sr Ichihara meu coração se enche de alegria e sabe porque? Porque eu sei que o seu bolso estará prestes a se encher de dinheiro na mesma proporção!

Uma vez por mês ele estará aqui nos dando o ar de sua graça financeira e, caso você queira receber os posts em primeira mão, inscreva-se na nossa newsletter.

Edson, seja bem-vindo ao futuro maior portal de finanças pessoais do Brasil. Falta pouco para chegarmos lá. Os mepoupeiros agradecem o seu tempo e o seu empenho em nos ajudar a desfuder o Brasil.

Vida longa e própera a essa parceria nipo-brasileira da riqueza.

Uma boa leitura pra você, querida ou querido leitor!

Beijos, Nath.

Entendendo os investimentos

Por Edson Ichihara

Olá, meu nome é Edson Ichihara e vou começar a minha coluna aqui no site Me poupe. Primeiramente gostaria de agradecer a Nathalia que me deu esta oportunidade de ensinar a vocês sobre investimentos de uma forma mais divertida e prática.

Eu sou médico oftalmologista formado pela Unicamp há 7 anos. Atendo em meu consultório há 5 anos e não sabia como investir na época. Foi por isso que fiz um MBA em Mercado de Capitais, passei nas provas da CNPI para me tornar um Analista de Investimentos e hoje sou um investidor qualificado pela Apimec.

Vejo que muitas pessoas não entendem sobre investimentos porque são muitos termos novos e ninguém se preocupa em ensinar. Quando você pergunta para um gerente de banco, ele já vem com aquele vocabulário de “95 % CDI”, “fundo multimercado”, “VGBL ou PGBL” e aí você se desanima (pelo menos eu ficava perdido nessas horas).

Neste artigo vou te ensinar o básico sobre os investimentos e com ele ficará mais fácil você começar seus investimentos.

Importância da educação financeira

Seu dinheiro que você conseguiu com um trabalho suado é o seu melhor funcionário. Se você aprender a usá-lo, você chegará na sua independência financeira mais rápido.

Porém, se você deixar os outros cuidarem do seu dinheiro, essas pessoas pegarão parte do seu dinheiro e te deixarão mais pobre. É como quando você deixa seu animal de estimação com outra pessoa. Se continuar fazendo isso por muito tempo, é capaz de seu animal de estimação gostar mais dele do que de você.

Quando você conseguir controlar seu dinheiro e investir de forma consciente, você ganhará dinheiro sem trabalhar e essa renda pagará toda sua despesa. Vai sobrar mais tempo para passear, fazer o que você gosta e ficar dormindo o dia inteiro. E o dinheiro não vai ficar reclamando com você. Ele vai se multiplicar e trabalhará para você.

Renda fixa vs Renda variável

Agora vou começar a simplificar os termos mais importantes sobre investimentos e isso facilitará seu aprendizado.

A primeira lição será te ensinar o que é renda fixa e renda variável. Muita gente confunde e pensa que  na renda fixa você tem um ganho fixo e na renda variável um ganho variável. Mas não é isso.

Renda fixa é quando você empresta seu dinheiro para outra pessoa, que pode ser um banco, uma empresa ou seu amigo de infância.

Como vivemos em um mundo capitalista, você não vai querer emprestar seu dinheiro e receber a mesma quantidade de dinheiro daqui um ano. É neste momento que você precisa escolher como quer receber seu dinheiro com valor corrigido.

O mais fácil de entender é quando você estipula um valor fixo.

Entendendo os investimentos 1

Eu gosto de mostrar investimentos na prática, geralmente com exemplos reais. Na figura acima, veja que eu emprestei no dia 21 de outubro de 2015, R$ 1003,40 para o governo, através do Titulo Público Federal chamado Tesouro Prefixado 2021.

A rentabilidade contratada foi de 16,01 % por ano . Isso quer dizer que se eu manter o título até o vencimento em 2021, vou receber 16,01 % ao ano. Veja que se eu resgatasse hoje teria R$ 1454,66. Ou seja, sem nenhum trabalho, ganhei R$ 451,26 reais (ou 44,97 %). Em outro artigo vou explicar como funciona este título.

Outras formas de você receber o dinheiro com valor corrigido é usar a taxa de juros (Taxa Selic) como fator de correção, como acontece com o Tesouro Selic.

Há também formas mistas de fator de correção, como a Poupança (0,5% ao mês + Taxa Referencial) e o Tesouro IPCA (um valor fixo ao ano + Inflação no período).

Nestes casos, você pode receber um valor variável (se a Taxa de Juros mudar por exemplo), mas ainda é uma renda fixa, porque você já pré-determinou o fator de correção quando investiu.

No caso da Renda Variável, você não empresta seu dinheiro. Você troca seu dinheiro por algum ativo (que pode ser uma ação, um imóvel, um perfume). Nesta troca, você espera que seu ativo aumente de valor para você vender e ter lucro.

Veja este exemplo de quando comprei ações do Banco do Brasil:

Entendendo os investimentos 2

Era o dia 19 de fevereiro de 2016. Decidi comprar 100 ações do Banco do Brasil que estava R$ 12,87 reais cada uma. É claro que na época eu esperava que as ações iriam se valorizar.

Hoje se você ver pesquisar o preço da ação do Banco do Brasil, você vai encontrar o preço de R$ 26,63.

Entendendo os investimentos 3

Ou seja, de R$ 12,87 no dia da compra, hoje se eu vendesse conseguiria R$ 26,63, um lucro de R$ 13,76 (ou lucro de 106%).

É claro que é difícil você acertar o que vai valorizar ou o que vai se desvalorizar. Porém, aprendi que com um estudo eficiente, você consegue chegar neste objetivo.

Quando uma consultora de uma indústria de cosmético compra um perfume e depois vende com lucro, ela fez um investimento em renda variável. No supermercado, o dono do supermercado compra o doce da fábrica e depois vende para você com lucro.

Você precisa estudar uma área, que pode ser ação, imóvel, perfume, e com isso investir seu dinheiro para conseguir o ganho no futuro.

A vantagem das ações é que você pode comprar e vender do seu computador em casa  pelo homebroker e não precisa ficar indo de casa em casa para fazer a operação como uma consultora de indústria de cosmético.

Veja que você investe visando a valorização do ativo. Você tem o risco de errar e ter seu ativo desvalorizado. Mas você pode ter um ganho muito maior que na renda fixa.

Conclusão

Neste artigo, o maior objetivo foi te ensinar a importância dos investimentos e a classificação deles.

Aprenda a fazer seu dinheiro trabalhar para você de uma maneira divertida e consciente. Deixe o medo de lado e comece a investir hoje mesmo.

Nos próximos artigos você conhecerá todos os tipos de investimentos de uma forma didática e prática.

Deixe suas dúvidas abaixo para que eu possa te ajudar!

Edson Ichihara
IMG_5356 Médico Oftalmologista, Analista de Valores credenciado pela Apimec com Certificação  CNPI, Conselheiro Fiscal na Unimed Americana, SBO e Nova Odessa.

 

Me Poupe! no seu email

Cadastre-se, é na faixa!

Nathalia Arcuri

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

16 comentários em “Entendendo os investimentos

  • 24 de janeiro de 2018 a 2:09 pm
    Permalink

    Finalmente!
    Estou sentindo que vou ingressar nesse mercado que tanto me interessa financeiramente como profissionalmente. Estou na fase de coletar informações e entender bem, afinal, não se entra em uma área dessas atirando no escuro, cada erro ou tropeço me custará dinheiro (literalmente) rs.
    Os vídeos da Nathy é uma forma SUPER esclarecedora do assunto (que não é facil), e essa coluna será de grande ajuda para iniciantes assim como eu.
    Estarei acompanhando… Feliz pela novidade aqui no blog.

    Responder
  • 24 de janeiro de 2018 a 4:17 pm
    Permalink

    Adorei o post! De fácil entendimento!

    Responder
  • 24 de janeiro de 2018 a 4:52 pm
    Permalink

    Adorei o artigo! Estou ansiosa para os próximos. Muito didático, parabéns!

    Responder
  • 24 de janeiro de 2018 a 6:21 pm
    Permalink

    Edson, adorei o seu post e posso dizer que mesmo tendo conhecimento de alguns detalhes, o seu artigo foi muito mais bem explicado e de uma forma bem simples e ilustrativa! Primeiro, devo dizer que me admirei de vc ja ser médico e ainda ter aprofundado seu conhecimento como fez com os investimentos! Acho super bacana a pessoa elevar a curiosidade para outro nível. Graças à Nath que hj em dia penso de forma diferente e tenho investimentos em CDB, LCI, LCA e Tesouro Direto, mas ultimamente gostaria de arriscar um pouco mais e partir para o Fundo Imobiliário. Estou correndo em busca de informações, mas gostaria de saber a sua opinião sobre o assunto, já que penso em retirar o valor de um dos Tesouros e aplicar no FI. Oq vc acha? Muito Obrigada!

    Responder
  • 24 de janeiro de 2018 a 10:07 pm
    Permalink

    Excelente artigo!
    Indica alguma bibliografia p quem quer iniciar investimentos na renda variável?

    Responder
  • 25 de janeiro de 2018 a 3:42 pm
    Permalink

    Olá, me chamo Mariana, moro em Vila Velha, ES e gostaria de uma ajuda.
    Primeiramente quero saber qual é a melhor forma de investimento (aonde) para quem tem pouco para investir AINDA rs.. e qual o valor mínimo para ter um bom investimento.
    Obrigada pela atenção e aguardo sua ajuda!

    Responder
  • 25 de janeiro de 2018 a 11:25 pm
    Permalink

    Gostei muito! Ótimo texto, adorei!

    Responder
  • 26 de janeiro de 2018 a 10:53 am
    Permalink

    Muito bom o seu artigo, a nath está de parabéns. Quitei as minhas dívidas e estou com o meu salário todo para investir, mas primeiro preciso da reserva de emergência, quais as sugestões? Muito obrigada.

    Responder
  • 26 de janeiro de 2018 a 12:31 pm
    Permalink

    O tesouro prefixado, dentre os títulos públicos hoje, é a melhor opção a curto prazo?
    Eu estou iniciando investimento para 5 anos no Prefixado 2023 com rentabilidade de 9,54%. Acontece que na simulação a rentabilidade liquida fica 7,83%, ainda assim, é a maior rentabilidade comparando com a Selic ou LTN 2020.

    Responder
  • 26 de janeiro de 2018 a 1:29 pm
    Permalink

    Meu salário é baixo (R$ 1.400,00), consigo investir no máximo R$ 100,00. Qual lugar melhor para eu investir. Peguei meu dinheiro que estava na poupança (R$ 2.000,00) e investi no Tesouro Direto Selic. Será que fiz o correto? Foi o melhor para eu investir?

    Responder
  • 29 de janeiro de 2018 a 10:37 am
    Permalink

    Ótimo texto! Eu tenho uma grande dúvida sobre a renda variável: Como funciona exatamente o ganho nesse tipo de investimento? Após comprar ações eu recebo alguma quantia diariamente/mensalmente ou o retorno só ocorre com a venda das ações no futuro?

    Responder
  • 29 de janeiro de 2018 a 8:41 pm
    Permalink

    Olá, farei intercâmbio exatamente daqui há um ano. Quero saber se o dinheiro que vou poupar é melhor que fique numa conta poupança ou investido no tesouro selic mesmo sabendo que não cumprirei o prazo todo dele, uma vez que, resgatarei o dinheiro no máx em dez/2018. Há outra maneira para render melhor meu dinheiro neste ano (pretende investir algo em torno de R$ 2.000,00/Mês)?

    Obrigado

    Responder
  • 1 de fevereiro de 2018 a 4:48 pm
    Permalink

    Boa tarde!
    Ainda desconheço o risco de investir em bancos pequenos.
    Num CDB com garantia do FGC, no caso de quebra do banco, como saber se o banco realmente cumpre com as exigências da FGC para que o ressarcimento aconteça?

    Obrigada!

    Responder
  • 2 de fevereiro de 2018 a 3:50 pm
    Permalink

    Adorei o texto. Estou iniciando a pesquisa nessa área. Tenho um valor inicial de 2500,00 e gostaria de saber por onde começar. obrigado.

    Responder
  • 5 de fevereiro de 2018 a 2:11 pm
    Permalink

    Estou recebendo uma rescisão no valor 30 mil,me ajude a investir este dinheiro,não sei nada sobre investimentos,mas quero muito aprender…

    Responder
  • 8 de fevereiro de 2018 a 4:50 pm
    Permalink

    Que bacana, muito bom, obrigado !

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *