A era de economizar: mude a sua casa com essas dicas

23 de maio | 2018

Não está sobrando dinheiro para a maioria da população brasileira e a decoração de interiores acaba ficando em segundo plano. Mas é possível repaginar a casa gastando pouco. 

Por Viva Decora

 

Mesmo que haja muita vontade de mudar os ambientes, os valores dos artigos vendidos em lojas especializadas acabam desencorajando muita gente a fazer grandes investimentos para mudar a casa. Ninguém quer comprometer as finanças.

Diante do desafio, descobre-se que é um mito que para fazer uma boa decoração é necessário investir muito dinheiro.

Não acredita? As dicas apresentadas a seguir servem para provar que economizar pode ser bem mais fácil do que se imagina.

 

economizar-casa-01

Mallemont Arquitetura

7 dicas para mudar sua casa com economia

 

1- Contratar um especialista em interiores

 

Ter uma casa que proporcione bem-estar à família é o desejo de qualquer um.

Quando o imóvel é pequeno, de cômodos reduzidos, consegue-se fazer uma decoração mais econômica.

Mas, se a casa ou apartamento tem grandes dimensões, aí complica um pouco. Nesse caso, transformar o sonho em realidade às vezes é uma tarefa tão complexa que o melhor é contratar um especialista.

A orientação de um arquiteto ou designer de interiores pode evitar arrependimentos e gastos desnecessários com materiais.

O trabalho deste profissional vai ajudar o cliente a entender suas prioridades, possibilidades e limitações.

Ele saberá escolher mais adequadamente móveis, cores e revestimentos de pisos. E também poderá demonstrar, previamente, um modelo ilustrativo da ideia, inclusive com uso de softwares de última geração.

Antes que alguém diga que contratar um especialista é um custo muito alto, é preciso destacar que alguns profissionais oferecem orientação a valores diferenciados.

É  possível pagar por uma assessoria completa totalmente online, com atendimento somente pela internet.

Algumas empresas oferecem planos mais simples, com ideias básicas para a renovação dos ambientes – tudo esboçado em plantas e cortes esquematizados.

 

economizar-casa-02

INÁ Arquitetura

economizar-casa-03

Casa Aberta


2- Não escolher a mão-de-obra só pelo preço


Se além de uma nova decoração, o ambiente necessita de reparo estrutural, não se pode escolher a mão de obra só porque é a mais barata.

Somente profissionais qualificados garantem segurança e melhores resultados.

Às vezes, o barato sai caro.

Então, nessa etapa, é importante o cliente buscar boas indicações e contratar apenas em quem confia.

Ao se tratar de reforma de ambientes, também não se deve escolher os materiais apenas porque são os mais baratos. 

Produtos de baixa qualidade podem comprometer todo o projeto, exigindo reparos futuros, ou seja, gastos extras.

Não quer dizer que só materiais caros são mais vantajosos. O ideal é ponderar sempre pelo custo-benefício, avaliando sua qualidade, estética e resistência.

 

3- Fazer muita pesquisa


O proprietário deve fazer primeiro uma lista de todos os itens que precisa comprar, além de seus quantitativos – existem aplicativos para smartphones que fazem isso.

Depois, sabendo o quanto se pode gastar, o próximo passo é realizar muita pesquisa para mensurar os preços.

Além disso, negociar é uma ótima estratégia para economizar.

Novamente, a internet pode ser uma boa ferramenta.

Com ela, é possível fazer comparativos dos melhores locais de compra!

Há várias empresas que fazem vendas de produtos online – algo que sai mais em conta que sair por aí caçando ofertas.

Se o dinheiro está mesmo muito curto, o recomendável é fazer a transformação do lar um cômodo por vez.

Priorize o espaço preferido, ou o mais importante para o bem-estar dos ocupantes, ou aquele com mais problemas e defeitos.

Só então se começa a decorar.

Desse jeito, é mais fácil realizar o controle financeiro.

 

economizar-casa-03

Casa Aberta


4- Realize uma compra consciente


Objetos mais baratos nem sempre são sinônimo de falta de qualidade.

No entanto, às vezes, vale a pena adquirir uma peça mais cara e durável, que gere uma economia em longo prazo.

Por exemplo, um sofá simples é só um sofá. Mas um sofá-cama possui duas funções, solução ideal para ambientes reduzidos.

Lâmpadas de LED são outro exemplo. São mais caras mas fornecem iluminação mais eficiente e por mais tempo, além de dar um toque moderno à decoração.

 

5- Não menosprezar itens antigos ou usados


Decorar um ambiente com peças antigas ou usadas é uma tendência que está em alta no mundo todo, ganhando mais adeptos a cada dia.

Isso representa mais economia e melhor utilização dos recursos do planeta.

Relíquias valiosas – em bom estado e a preços muito baixos – podem ser encontradas em feiras de artesanato, lojas de antiguidade ou em grupos de trocas pelo Facebook e WhatsApp.

É um jeito de dar aquele toque especial à proposta.

 

economizar-casa-05

Casa Aberta

economizar-casa-06

Casa Aberta

6- Apostar nas pequenas mudanças

 

Às vezes, basta trocar uma peça da decoração de lugar ou dar um novo uso a ela que já se tem outra percepção do todo.

Uma nova pintura nas paredes também muda o visual de uma casa

Outra opção é trocar os tecidos de almofadas, cadeiras e estofados e acrescentar vasos e arranjos com plantas.

Estas são soluções baratas, fáceis e com um resultado surpreendente e imediato.

 

economizar-casa-07

Buji Decoração Reuso

7- Investir em materiais alternativos

 

Se a pessoa não tem mesmo o dinheiro para fazer grandes transformações, contratar mão-de-obra especializada e itens novos, então é a vez de improvisar.

Quanto a móveis novos, armários contraplacados têm uma aparência moderna, mas são mais baratos.

Nas áreas molhadas, pode-se aplicar tinta epóxi ou pastilhas em adesivo sobre os azulejos.

 

economizar-casa-08

Wander Nicolau

Também se pode aplicar às peças antigas tinta spray, papel contact e laca – que é uma pintura de alto padrão, com acabamento mais sofisticado.

Nas áreas comuns, adesivos e tecidos são alternativas baratas para criar paredes personalizadas.

Outras tintas específicas, como para quadros negros, dão, perfeitamente, vida a recantos específicos.

E nem precisa cobrir a superfície toda.

Figuras geométricas, espaçadas, conseguem preencher com menos material.

 

economizar-casa-09

Casa Aberta

economizar-casa-10

Millemont Arquitetura e Casa Aberta

 

Já nos pisos, a melhor solução é aplicar um laminado.

Existem peças de diferentes tamanhos e estampas, como as que imitam madeira, que podem ser instaladas diretamente sobre os revestimentos existentes.

Outra ideia é investir no piso vinílico, na resina epóxi ou no tecno cimento.

A vantagem desses tipos é que não há a necessidade de se realizar obras sujas e dispendiosas.

E aí, o que achou das dicas? Já definiu qual ambiente vai priorizar em sua renovação da casa?

Essas dicas de decoração para sua casa foram criadas pela equipe Viva Decora.

 

Viva Decora é um portal de conteúdo voltado à decoração com idéias geniais
pra você decorar a sua vida e a sua casa gastando pouco e, assim como
o Me Poupe, acredita no valor da educação financeira.

 

Este texto é de responsabilidade do autor do artigo e não reflete necessariamente a opinião do Me Poupe!
materiais-ricos-me-poupe

 

 

Veja mais posts de Viva Decora:

 

7 dicas para decoração do quarto de bebê gastando pouco

 

Como decorar com caixotes de feira!

 

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário