Como a independência pode impactar a sua vida?

10 de setembro | 2018

A independência permite que você tenha a autonomia de fazer as suas próprias escolhas. Porém, na construção de uma vida mais livre, podem surgir alguns obstáculos no caminho…

Por Leila Sleimann


O dia é 7 de setembro. O ano é 1822. E o grito é mais alto possível: Independência ou Morte!

Por que alguém, ou um país, renunciaria a própria vida caso não pudesse desfrutar da sua independência?

O que a independência, afinal, representa?

 

Ser independente significa não ter uma relação de dependência, ou seja, consiste em ser livre!

Liberdade! Em nome do doce gosto da liberdade vale fazer grandes renúncias. Mas, é claro que, aqui não estamos falando sobre renunciar a vida – essa é uma medida extremista e, geralmente, guiada por uma falta de perspectiva, uma dificuldade em enxergar saídas, que estão lá, mas não são vistas.

Para se tornar independente é necessário, justamente, desenvolver distintas formas de encarar a realidade, além de conseguir resolver de forma estratégica os problemas que se apresentam, ou seja, encontrar saídas saudáveis, adaptáveis e funcionais.

Cuidado! No caminho que você pode trilhar rumo à independência profissional, emocional ou até mesmo financeira podem surgir alguns obstáculos!

Um deles pode estar bem perto de você. Na verdade, ele pode estar dentro de você: no seu mindset, no seu modelo mental, na sua forma de pensar.

Uma pessoa dependente pode ter crenças de que ela não é capaz de conseguir administrar, de modo competente, suas responsabilidades sem a ajuda dos outros. Assim, ela coloca nas mãos de terceiros o poder de gerir a própria vida. O que aumenta sua sensação de falta de autoconfiança, vulnerabilidade e incompetência.

Se você é uma pessoa muito dependente, provavelmente, você deixa que os outros tomem decisões por você, inclusive as financeiras. Saiba que, é possível reverter isso, ou seja, você pode desenvolver a sua autonomia para assim desfrutar do agradável sabor da liberdade.

Para começar o seu caminho rumo à liberdade, comece com pequenas decisões, faça pequenas escolhas diárias e aumente, gradualmente, o grau de dificuldade. Assim, você estará mais próximo da sua independência.

 

 

Por que dar meu grito de independência?

Mas, você pode se perguntar: por que obter uma vida com mais independência?

A independência permite que você não carregue o peso das obrigações desnecessárias. Você não se torna refém de uma pessoa, relação ou um trabalho. Você pode fazer escolhas que fazem mais sentido para você!

No campo das finanças, conquistar sua independência financeira permitirá que você foque no seu propósito, naquilo que te move, no combustível da sua motivação. Novamente, você pode obter uma vida com mais sentido.

Pessoas que possuem um sentido de vida conseguem viver de modo mais leve, aprendem com as adversidades e são mais resilientes!

E você está caminhando rumo a sua autonomia? Comente aqui embaixo como você tem construído a sua independência!

 

 

Leila Sleiman
Leila Sleiman - 1Leila Sleiman é Psicóloga. Graduada em Administração. Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental. Tem experiência no atendimento infantil e adulto. Atende em consultório em São Paulo na Vila Mariana e faz atendimento online. Contatos: E-mail: le_sleiman@hotmail.com / Fanpage: Psicóloga Leila Sleiman El Kadri / Youtube: AmpliaMente

 

 

 

 

Este texto é de responsabilidade do autor do artigo e não reflete necessariamente a opinião do Me Poupe!

 

Você também pode gostar

“Alunos não pedem desconto”. Conheça os bastidores do curso de finanças mais concorrido do Brasil

Freelancer: 5 Motivos para você ter um CNPJ

Nômade digital: entenda o que é e como se tornar um

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário