TOP 5 Celebridades falidas (e o que elas podem te ensinar)

De Michael Jackson à Pepê e Neném, o mundo artísticos está repleto de exemplos de pessoas que não souberam lidar com a fartura financeira e perderam boa parte ou todo o patrimônio que conquistaram. O que as dívidas milionárias dos famosos têm a ver com as suas dívidas? E o que você pode aprender com as crises financeiras alheias? Vamos descobrir!

Pepê ou Neném ou Michael Jackson ao ver o saldo bancário… Susto é pouco!

Fico passada com a fome de notícias sobre celebridades que as pessoas têm. (isso é uma constatação, não uma bronca, ok?)

De onde será que vem esse desejo de saber porque o Michael Jackson estava ferrado? E as gêmeas falidas do pop brasileiro, porque tanta gente quer saber como elas foram parar num reality show tirando leite de vaca em troca de uns trocos?
Bom, eu estou entre essas pessoas que curtem caladas uma fofoquinha de vez enquando… Então porque não usar este artifício para atrair a atenção do meu respeitável público e ainda filosofar sobre a fortuna alheia?
Calma, este não é um post recreativo nem tampouco gratuito. Existe uma linha de raciocínio por trás disso tudo.
Agora que eu já fiz a minha introdução de oito linhas, vamos ao que interessa:
100 mil inscritos no YouTube! Assine o Canal e faça parte da maior plataforma de entretenimento financeiro do país! Tem vídeo novo toda semana e é de graça! Clica aqui!
O que você pode aprender com as celebridades falidas?
 
CELEB #1 MICHAEL JACKSON – 500 milhões
 
Michael foi uma criança sem infância. O pai o tratava como um empregado e na adolescência ele já carregava a família toda nas costas e era considerado um ícone da música mundial. Só isso já seria suficiente para tirar qualquer um da normalidade. Infelizmente Michael não soube virar o jogo a tempo.
Nessa entrevista à NBC ele explica porque se aproximou de crianças e usou todo o dinheiro que tinha para construir Neverland, a Terra do Nunca. Talvez você não acredite, mas Michael queria alimentar a criança solitária e amedrontada que vivia dentro dele e como ele fazia isso? Comprando tudo o que o dinheiro podia comprar e um pouco mais. No dia em que morreu Michael devia US$500 milhões.
Michael e você: Quanto dos seus gastos de hoje são para a satisfação pessoal e quanto disso serve apenas para apaziguar o seu ego ferido na infância? Parece até papo de psicólogo, mas faça este exercício. Quando estiver novamente diante de um objeto de desejo, como um celular novo, por exemplo, pergunte-se: Quem está comprando por impulso? Eu ou a duranga que não podia comprar nada e agora quer mostrar o poder de compra que tem para as colegas do serviço?
(é duro, eu sei, mas é fato)
CELEB#2 NICKOLAS CAGE – 14 milhões
 
Barcos de luxo, castelos, jatinho, cobras albinas, ossadas de dinossauros… Nickolas Cage não poupou os US$150 milhões que faturou entre 1996 e 2011, pena que ele esqueceu de um detalhe: A manutenção do Império. Hoje Cage deve mais de US$15 milhões aos cofres públicos americanos e ganhou fama de caloteiro.
Cage e você: Comprar carro financiado é o erro mais comum dos “Brasileiros Cage”. A pessoa vai à loja, escolhe o carro, negocia a melhor forma de parcelamento e esquece que junto com o carro virão IPVA, Seguro, estacionamento, combustível, trocas de óleo, de pneu…
Dica: Antes de qualquer compra programe o orçamento para todas as despesas conjugadas que virão na carona do sonho de consumo, seja ele um carro popular ou um castelo na Europa…
CELEB #3 ADRIANO IMPERADOR
Em 2006, no auge da carreira, o jogador Adriano tinha uma fortuna estimada em R$31 milhões. Dez anos depois o Imperador, como é conhecido tem um patrimônio que aos poucos volta a sair do zero. Hoje Adriano é contratado de um time de várzea norte americano, num esquema de sociedade. Ganha US$10 MIL por mês pra jogar e tem 40% do Miami United.  Carros de Luxo, mulheres, festas… A vida de Adriano foi realmente muito divertida durante uma década, pena que o dinheiro acabou e o bom futebol dele não manteve o nível.
O Imperador e você: Adriano pensou no presente e ignorou o futuro, um erro que talvez você já tenha cometido algumas vezes.
Nosso cérebro quer a recompensa agora, não quer pensar adiante. Depende de nós manter os desejos sob controle e medir os impactos das vontades de hoje no futuro.
Se o Adriano tivesse pensado um pouquinho no rio de dinheiro que estava desperdiçando e no tempo de carreira que um jogador de futebol costuma ter, é provável que a situação do craque estivesse bem mais confortável.
Dica: Viva como se não houvesse amanhã, mas tenha a consciência de que vai haver.
CELEB #4 e 5 PEPÊ E NENÉM
 
Pepê e Neném fizeram muito sucesso na década de 1990 com alguns Hits-chiclete, desses que grudam na cabeça. Naquela época as gêmeas ganharam muito dinheiro mas não souberam cuidar dos próprios cachês. Foram enganadas por um empresário pilantra que cobrava muito mais pelos shows do que elas imaginavam e vendia apresentações sem que elas soubessem, só pra ficar com o dinheiro. As gêmeas ficaram com o nome sujo e o bolso vazio. Além do golpe, elas assumem que esbanjaram dinheiro e não contaram com um possível ostracismo. Hoje elas vivem de aluguel, já foram acusadas de atrasar o pagamento e contam com a ajuda de amigos nos momentos de sufoco.
Eis um trecho de uma entrevista delas ao G1.com sobre a crise financeira. (vale a pena ler)
Perdemos muito dinheiro. Não sabemos dizer quanto porque, na época, a gente cobrava um valor pelo show e ele vendia por muito mais, além de não repassar a nossa parte. Ficamos sem nada e tivemos que contar com ajuda dos amigos. Hoje, olhando para trás, vemos que também tivemos nossa culpa. Gastamos muito dinheiro com bobagem, fazíamos festa o tempo todo, não guardávamos dinheiro nenhum e achávamos que todo mundo era nosso amigo. Eram duas meninas curtindo e comprando tudo o que nunca puderam comprar. Hoje, não digo que Deus está nos castigando, mas com certeza está dando uma lição muito grande de vida. Porque se a gente não tivesse passado por tudo o que passou íamos ganhar dinheiro de novo e perder tudo de novo.”
Pepê e Neném e você: Negligenciar os ganhos e os gastos dá nisso. As artistas não se preocuparam em controlar os ganhos, muito menos em gerenciar os gastos e hoje vivem na pindaíba. É simples assim.
 
As celebridades endividadas e você
 
Pode até ser que estes exemplos milionários (tirando Pepê e Neném) estejam muito longe da sua realidade. Mas dosadas as proporções, a essência dos equívocos financeiros é a mesma.
Quem nunca se viu como uma menina perdida dentro de uma loja em liquidação comprando tudo o que quer para apaziguar a criança carente que existe dentro de sí?
Quem nunca fez uma extravagância depois de receber o décimo-terceiro e esqueceu das contas de início de ano?
Quem nunca foi pra balada, bebeu todas e perdeu as contas de quanto gastou em Vodka?
Quem nunca esqueceu de tirar o extrato bancário e se jogou de cara no cartão de crédito pra depois perceber que fez uma grande besteira?
O que eu quis mostrar é que não importa o quanto você ganha, ou a artista que você é, o destino que o dinheiro vai tomar depende apenas de você.
Aprenda com os erros dos famosos, já que eles estão ai pra todo mundo ver e seja feliz.
Você também pode precisar…
Veja o vídeo abaixo e comente depois o que achou!
 
 

Me Poupe! no seu email

Cadastre-se, é na faixa!

Nathalia Arcuri

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

4 comentários em “TOP 5 Celebridades falidas (e o que elas podem te ensinar)

  • 26 de outubro de 2014 a 5:24 pm
    Permalink

    Olá… Achei demais essa relação que fez entre os exemplos dessas celebridades e vida real. Afinal, que nunca? Parabéns pelo post. Beijos

    Responder
  • 29 de outubro de 2014 a 6:30 am
    Permalink

    Show!! Tapa na cara a história de alimentar a criança solitária e amedrontada na infância que é exatamente esse o caso. Tanto trauma da minha infância, da minha mãe, de tudo que me faltou que sempre tentei compensar comprando tudo que meu dinheiro e crédito pudesse até ficar endividada. Ainda bem que acordei, mas sempre tenho que tomar cuidado para não comprar para satisfazer meu ego ferido na infância e adolescência. Beijos!!! Amo seu blog!!!!

    Responder
  • 30 de outubro de 2016 a 9:35 pm
    Permalink

    Sou um admirador de desse blog. É incrível como a nathe encontra maneiras,exemplos tão simples de passar pra nós leigos a questão da educação financeira.Sou apaixonado por ela! parabéns pelo trabalho.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *