6 coisas que aprendi com meu pai…

Ele me passou bons conselhos sobre como cuidar do dinheiro, o que fazer e o que não fazer com o salário suado que ganhamos no fim do mês. Neste post especial de dia dos pais selecionei as 6 mais valiosas coisas que aprendi com meu pai, meu melhor professor.

“Ainda bem que 1985 ainda existiam as fraldas de pano… eram muito mais econômicas!”Luiz Arcuri




 As bochechas avantajadas revelam meu passado de gula e exageros! Segundo relatos maternos eram 2 Danoninhos, 1bife de fígado, um prato de sopa e mais uma banana amassada por refeição! Imagine dar conta de alimentar uma boquinha nervosa dessas…

 

 

“Quero mais”
Deve ter vindo dessa fase o primeiro ensinamento do meu pai:
1 – NÃO DESPERDICE. (tempo e dinheiro)
Faça o que fizer, jamais abra mão da própria subsistência. Alimentar-se bem e ter na geladeira aquilo que te faz feliz e te deixa em pé para um dia de trabalho é fundamental. Mas quando parte do que se compra no supermercado vai para o lixo, temos que repensar as quantidades e as necessidades. Uma maçã que estraga hoje equivale a R$1,10 jogados no lixo. Do dia em que esta foto foi feita até hoje estes R$1,10 diários resultariam em R$18.500,00! CHOQUEI
Desperdiçar tempo equivale a jogar vida fora. Não sabemos quanto tempo vamos durar por aqui. Por isso faça valer a pena e não perca tempo com quem ou o quê não te faz bem.
2 – SAIBA DIZER NÃO
Não. Assim, seco e sem manteiga… “pai posso ir ao passeio dos macacos raivosos que comem abelhas albinas? Vai ser super legal!” “Não”.
Não morri, não me revoltei, nem mesmo senti falta dos passeios, roupas, brinquedos e outras coisas que gostaria de fazer e ter, mas não fiz e não tive. Claro que participei de vários passeios, claro que dancei no ballet do colégio, ganhei roupas, brinquedos, mas apenas quando isso se fazia valioso o suficiente para que eu lhes desse a devida importância até hoje.
3- DINHEIRO NÃO COMPRA FELICIDADE, MAS COM ELE A VIDA É MUITO MAIS DIVERTIDA!

hahahahahahahahhahah (Pai, foi mal…desculpe a exposição)

Vai dizer que não?
Todos os anos viajávamos nas férias para um Hotel Fazenda. Os meados de novembro eram sempre um momento de tensão… “Será que vai dar pra viajar esse ano? ” eu pensava. Sempre dava. A economia ao longo do ano nos propiciava momentos que continuam vivos nas fotos e na memória de toda a família.

I`ve got the power!

4 – ACREDITE EM VOCÊ MESMA!
Parece clichezão…  e na verdade é mesmo. Se não fosse pela força, admiração e confiança que meu pai depositou em mim, talvez não seria metade de quem eu sou (não que eu seja lá grande coisa, mas ser metade seria bem pior).
Quando você acredita no seu potencial as coisas ao seu redor, como roupas de marca, carros caros, cabeleireiros badalados, chefs renomados, etc, ficam em segundo plano. Você percebe que pode ser linda, que pode se vestir bem, ter o cabelo que te cai melhor e o carro que te leva pra onde você quiser com conforto, sem abrir mão do que realmente é importante: suas experiências de vida com quem ama, seus objetivos e o seu bem-estar.
5- PLANEJE-SE!
“Se esta merda cair, pelo menos meu pai vai comigo”
 
Antecipar-se aos riscos futuros não faz de ninguém um alienado do presente ou um ausente do passado. Assim como o braço do meu pai me deu o apoio necessário para enfrentar as temidas Cataratas do Iguaçu naquele dia, minha previdência, aplicações e meus seguros garantem a tranquilidade de hoje, lá no amanhã. Sério, não quero ter que me preocupar em trabalhar por necessidade.
Usufruir do prêmio de uma carreira bem construída e pagar a mim mesma é a minha maior meta de vida, além de ser feliz todos os dias e transmitir essa mensagem.
6 –  PERMITA-SE DESCOBRIR COISAS NOVAS…
Descobrir que o Batoré te deu uma lição de economia é assustador e não tem preço!
 
Revirando os arquivos fotográficos dos meus pais achei essa foto BIZARRA.
Batoré, um dos mais icônicos personagens da TV brasileira (pelo menos pra mim é…), há 20 anos estampava esta mensagem nada subliminar! P$UPA GANHA! Gênio…
Esta foi a minha descoberta da manhã de hoje… Talvez o Batoré tenha despertado em mim a essência do planejamento financeiro. Sim, é perturbador. Mas assim são os aprendizados da vida: A gente se assusta hoje, pra usufruí-los amanhã.
Pai, obrigada.

Me Poupe! no seu email

Cadastre-se, é na faixa!

Nathalia Arcuri

Sou a Nathalia Arcuri, poupadora por opção, jornalista por profissão e especialista em finanças pessoais por vocação.

Um comentário em “6 coisas que aprendi com meu pai…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *