3 Técnicas para você dizer NÃO

19 de julho | 2018

Falar um simples “não” nem sempre é tarefa fácil.  Mas algumas dicas  podem te ajudar a negar e respeitar as suas vontades, sem parecer ríspida (o) ou grosseira (o). 

Por Leila Sleiman

Dizer “não” nem sempre é fácil. Diferente de outras culturas mais objetivas e diretas parece ser um problema quase que cultural o comportamento do brasileiro de encontrar justificativas e pretextos para não aceitar algo. Não estamos habituados e talvez nem habilitados a dizer objetivamente um “NÃO”.

Por que? Talvez um “não”, não seja apenas um não… com ele vem as nossas crenças, regras e suposições, as quais nos foram passadas e por nós assimiladas ao longo das nossas vidas. Essas crenças vêm à tona através de pensamentos automáticos como: “ele vai pensar que não gosto dele”; “se eu não emprestar dinheiro, então serei um péssimo amigo”; “ela vai achar que estou fazendo desfeita”; “eles vão ficar bravos comigo, eu não devo negar um convite”, “se eu discordar, as pessoas vão me rejeitar” etc.

A dificuldade em dizer “não” revela uma falta de assertividade. A assertividade é a habilidade de dizermos de forma direta e honesta o que queremos, pensamos e sentimos respeitando os nossos direitos, fazendo as nossas escolhas, sem agredir aos outros, é o meio termo entre o comportamento agressivo e o passivo.

Algumas técnicas podem ser muito úteis para que você consiga dizer “não”. A primeira delas é:

1) A técnica do disco riscado 

Refere-se à ideia de repetir seu argumento ou sua mensagem como um disco riscado.

Exemplo: Você vai ao shopping com sua amiga para acompanhá-la, encontram várias peças em promoção e sua amiga diz para você aproveitar e comprar, você diz que não, que apenas veio para lhe fazer companhia. Sua amiga insiste “está muito barato, tudo em liquidação, aproveite!” Você, como um disco riscado, apenas repete a sua mensagem: “não, obrigada, eu vim para te acompanhar, hoje não vou comprar nada!”.

2) A técnica da compreensão

Consiste em mostrar que você compreendeu o que o outro disse, repetindo alguns argumentos e palavras dele, mas ainda assim mantem a técnica anterior do disco riscado.

Exemplo: Sua amiga insiste para você comprar algo da promoção, você nega. Ela então afirma que o preço original daquela peça era R$ 250,00 ela havia visto na semana passada e a qualidade da marca não tem comparação.

Então você pode dizer “entendo que realmente está peça está muito barata, de R$ 250, 00 para R$ 100,00 é menos que a metade do preço e essa marca é de muita
qualidade, mas ainda assim hoje eu não vim para comprar, quero apenas te fazer companhia!”.

 

3) Falar do que você está sentindo

Nesta técnica você irá falar exatamente o que está sentindo ao dizer não.

Exemplos:
seu primo pede dinheiro emprestado. Você diz a ele o quão péssimo você se sente por dizer não, mas que realmente não poderá emprestar. Outro exemplo é de um vendedor que passa um tempo mostrando a nova coleção de calçados, mesmo você dizendo que não era necessário.

Você pode dizer “eu realmente aprecio a sua atenção e prestatividade, me sinto mal dizendo isso, mas não é o que eu estou procurando, obrigado”!

Essas técnicas foram extraídas de um livro muito didático sobre Assertividade chamado “Bem, até agora ninguém havia reclamado” da autora Judith Stewart que começa a história com uma personagem que comprou uma torradeira que não queria e adquiriu devido a sua dificuldade de dizer não.

A assertividade é uma habilidade que precisa ser conhecida, entendida e, gradualmente, aplicada. Exige treino e cada pequeno comportamento assertivo fará com que você se sinta mais seguro e confiante para o próximo passo. Vamos treinar?

 

Leila Sleiman
Leila Sleiman - 1Leila Sleiman é Psicóloga. Graduada em Administração. Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental. Tem experiência no atendimento infantil e adulto. Atende em consultório em São Paulo na Vila Mariana e faz atendimento online. Contatos: E-mail: le_sleiman@hotmail.com / Fanpage: Psicóloga Leila Sleiman El Kadri / Youtube: AmpliaMente

 

 

 

Este texto é de responsabilidade do autor do artigo e não reflete necessariamente a opinião do Me Poupe!

Você também pode gostar

Faça seu dinheiro render mais: decore seu imóvel antes de colocar para alugar

10 regras para trabalhar em casa sem perder o foco

Pontos Multiplus: o que são e como usar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gicelda L.M.A 02 de August | 2018

Eu tenho uma grande dificuldade de dizer não, Muitas vezes eu fico chateada comigo mesmo por achar e ter certeza que eu tenho que priorizar minhas necessidade. Eu já ajudei pessoas que quando eu precisei não estava nem ai.

Patricia 01 de August | 2018

Adoro seus videos e o que é melhor é que são práticos e rápidos, gostaria que você comentasse sobre esses famosos consórcio ou caixinha de dinheiro entre familiares, que consiste também em poupança, só que sem juros algum?

DIELLEN 27 de July | 2018

SOU A PESSOA QUE COMPRA A TORRADEIRA O SAPATO A ROUPA QUE NUNCA IRA USAR , ME POUPE TA ME ABRINDO OS OLHOS, POIS TENHO METAS MAS NÃO TIRO DO PAPEL .

RAFAEL DE FREITAS PEDRO 24 de July | 2018

Adorei, eu sou a pessoa que compra a torradeira por não saber dizer não haha. Esse realmente é um treinamento diário, para mim que sempre fui meio introvertido e tímido sempre tive essa dificuldade, estou aprendendo muito lendo os artigos do blog e seguindo o me poupe. Parabéns a todos pelo conteúdo adoro vocês!!

Leandro Floriano De Paula 21 de July | 2018

Legal gostei

Jaasiel Carvalho 20 de July | 2018

Depois dessa leitura gostosa, e com exemplos, o que é essencial, com certeza irei falar mas nãos para o que não quero.