10 regras para trabalhar em casa sem perder o foco

23 de julho | 2018

Trabalhar em casa será cada vez mais comum nos próximos anos. Mas é preciso ter muito foco para aliar qualidade de vida à produtividade.

Por Vivendo de Freela

Tem muita gente dizendo por aí que o futuro do trabalho é remoto. Concordo totalmente! Esqueça as longas horas no trânsito, a limitação das oportunidades de acordo com a sua localização geográfica ou, até mesmo, seu vínculo com uma única empresa.

Prova disso é uma pesquisa realizada pelo portal TD, que mostra a valorização do trabalho remoto por quem respondeu o levantamento: 56,2% acham que aumenta a produtividade, 58,6% acreditam que diminui o custo do profissional para a empresa e 61,5% entendem que aumenta a qualidade de vida do funcionário.

Mas, como eu bem aprendi na prática ao longo dos anos em que adotei a vida de freelancer e o trabalho em Home Office, esse tal aumento de produtividade não vem da noite para o dia. Leva um tempo até a gente conseguir se acostumar que o ambiente de lazer e descanso agora também é de trabalho. Além da dificuldade de inverter o modelo com o qual estamos acostumados: ir até o trabalho, cumprir um horário determinado pela empresa, interagir com colegas e, depois, voltar para casa.


Por isso, neste artigo, separei algumas regras básicas para ajudar a não perder o foco ao começar a trabalhar em casa!


1. Um escritório para chamar de seu

Esqueça essa história de trabalhar no sofá, em um cantinho do quarto, em cima da mesa da cozinha… o que funciona mesmo para ser produtivo ao trabalhar em casa é ter um escritório de acordo com a sua atividade – seja ela no computador ou não.

Preferencialmente, este local deve ser exclusivo para o que você desenvolve profissionalmente. Desta forma, assim que estiver nele, você “ativa automaticamente” sua função trabalho.

 

 

2. Rotina é importante

Da mesma forma que não funciona trabalhar em qualquer lugar, também não é eficiente não manter uma rotina fixa. Por questões fisiológicas, inclusive. Seu corpo precisa ter um certo padrão de hora para “acordar – trabalhar – descansar” para ser mais produtivo.

Vale a pena tentar se conhecer melhor para isso! É daqueles que não funciona antes do meio dia? Então aproveite para criar uma rotina de trabalho a partir deste horário, até um pouco mais tarde à noite.

 

 

3. Estrutura adequada

Tem muita gente que pensa que basta um notebook para você conseguir trabalhar em casa eficientemente. Mas nem sempre é bem assim… Com o tempo, por exemplo, minha coluna percebeu que eu precisava de uma cadeira de escritório melhor. E minha agenda percebeu que ter uma impressora em casa evitaria ter que ir até a loja de fotocópia cada vez que precisasse imprimir um documento.

Neste ponto, cada atividade tem suas particularidades. Conheça bem o que pode ser preciso para ser mais produtivo na sua!

 

4. Acordos com a família

Uma das partes mais difíceis de focar quando se trabalha em casa é fazer o resto dos moradores entender que você não pode ficar batendo papo durante o expediente – nem receber visitas, lavar roupa, receber o prestador de serviços da TV a cabo…

Algo que funcionou para mim foi estabelecer acordos como “porta fechada = concentração total” e “até às 20h é horário de trabalho”. Com o tempo, todos começam a se acostumar com sua rotina remota também.

 

5. Escapadas do Home Office

Sair do Home Office também ajuda a ser mais produtivo, simplesmente porque a monotonia também prejudica sua concentração (pelo menos para mim). O que eu faço é programar alguns dias de trabalho fora de casa, em cafés, espaços gratuitos ou coworkings.

Excelente para arejar a cabeça e até pegar insights que me tornam mais criativa e, consequentemente, para a minha atividade, mais produtiva!

 

6. Tempo de socialização

Pois é, além de sair do Home Office para ver outros cenários, é importante encontrar com outras pessoas com certa frequência. Ou, então, a solidão vai dispersá-lo ainda mais facilmente na hora de sentar e trabalhar.

Combine dias de trabalho com outros profissionais que atuam de forma remota, encontre a família e os amigos e, de certa forma, aproveite a flexibilidade que este modo de vida oferece!

 

7. Técnicas de produtividade

Para focar ao trabalhar em casa, é claro, você pode estudar e adotar técnicas e ferramentas de produtividade. Eu, por exemplo, utilizo o método Pomodoro quando preciso me concentrar. Com essa técnica, eu devo focar 100% em uma única tarefa por ciclos de 25 minutos contínuos, intercalados por 5 minutos de descanso.

 

8. Planos A, B, C…

Quando atua de forma remota, mesmo que vinculado a uma empresa, você está sujeito a todo tipo de imprevistos que precisam ser resolvidos rapidamente por você. Ficar sem internet ou telefone, por exemplo.

Mas, nessas horas, nada prejudica sua produtividade se tiver alternativas muito bem mapeadas – contato de um bom técnico para conserto do computador, possibilidade de rotear a internet do celular, entre outros. Quando o problema aparecer, nada de desespero, só seguir para o plano B!

 

9. Autoconhecimento

Nenhuma regra para manter o foco ao trabalhar em casa, porém, vai funcionar se você não se conhecer bem. Quais são as suas motivações, o que deixa você sem energia e como recarrega as energias com mais facilidade, qual o horário que produz melhor, que tipo de música ajuda a concentrar… essas são apenas algumas das perguntas que você precisa responder com facilidade sobre si mesmo quando estiver começando uma rotina remota.

 

10. Encontre suas próprias regras!

Por fim, a última regra é: siga suas próprias regras. Tem muita dica valiosa de quem já está acostumado a trabalhar em casa que você pode adotar. Mas talvez elas não funcionem nem um pouco para o seu estilo de vida, sua atividade profissional, seus gostos pessoais. Nada melhor, então, do que você descobrir o que funciona exclusivamente para você!

 

Mas o que fazer para trabalhar em casa?

Se a vida de Home Office, como parte de uma empresa ou empreendendo por conta própria, ainda é um sonho para você, não desanime. Aqui você já aprendeu boas dicas para testar o trabalho fora do modelo tradicional. Quem sabe não vale a pena começar a fazer um teste com um projeto paralelo ou até voluntário? Nada melhor para conhecer melhor seu “eu mais produtivo” e entender se o escritório em casa é a melhor opção para você!

 

Para ajudar, aqui no Me Poupe já demos algumas ideias de como ganhar dinheiro sem sair de casa!

 

luciane-costa-vivendo-de-freela-n-300x300

Artigo escrito por Luciane Costa, jornalista, redatora de conteúdo freelancer e editora do blog Vivendo de Freela.  Se você curtiu esse conteúdo, compartilha! Outras pessoas também podem estar precisando dessa dica.

 

 

Este texto é de responsabilidade do autor do artigo e não reflete necessariamente a opinião do Me Poupe!

Você também pode gostar

Nômade digital: entenda o que é e como se tornar um

Faça seu dinheiro render mais: decore seu imóvel antes de colocar para alugar

Dia dos Pais - Acerte no presente

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vanessa Grando 26 de July | 2018

Sem delongas, sou muito grata à Nath. Ela realmente merece todo o sucesso que tem! Desejo mais sucesso ainda... Ah que festa do sucesso!

Pâmela Carvalho 25 de July | 2018

Dicas valiosas, adorei!